Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Cobrança irregular por energia elétrica causa prejuízo de R$ 7 bi ao consumidor

Apesar de corrigido, preço indevido deixou patamar tarifário brasileiro muito alto, segundo o presidente da Proteste

Mais notícias relacionadas a energia:

Parques eólicos offshore
Plantas de geração de energia podem ser erguidas em rios, lagos e no mar.


Como funciona a Caixa de Bloom
Esta é uma adaptação da tecnologia de células de combustível de óxido sólido, que gera ...


O que é combustível sem fumaça
Alguns combustíveis sólidos comuns que normalmente são considerados sem fumaça são carvão antracite, coque, carvão ...


Apesar de 56 empresas distribuidoras de energia elétrica já terem assinado aditivo que regula o preço do serviço no País, o maior impasse para a sociedade continua sendo os resquícios da irregularidade da cobrança: os R$ 7 bilhões pagos indevidamente pelo consumidor.

Durante seminário promovido pela Proteste (entidade civil de defesa do consumidor), nesta quinta-feira (20), na sede da Fiesp, o presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Federal, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), afirmou que, por muito tempo, o cálculo da tarifa permaneceu irregular, pois não estava ajustado ao aumento da demanda.

“A cobrança pela energia elétrica deveria ter acompanhado este crescimento dos últimos anos. Se a procura por energia sobe seu custo é reduzido e, portanto, deve ser repassado ao consumidor”, esclareceu Cajado.

De acordo com ele, a metodologia tarifaria já foi recalculada e aceita por boa parte das empresas, porém, a dívida remanescente ainda pesa sobre 90% dos consumidores. “Se houve falha, não é a sociedade que deve pagar por ela”, defendeu.

O presidente da Proteste, Cláudio Considera, chamou a atenção para outro aspecto também relacionado à improbidade tarifária. Para ele, embora o preço cobrado tenha sido corrigido por parte das distribuidoras, o patamar a que foi elevado permanece desproporcional.

“O preço foi, sim, revisto. Mas quando a metodologia mudou o patamar de cobrança já estava elevadíssimo, e continua assim”, criticou. Em sua opinião, o longo tempo de cobrança indevida foi o responsável pelo alto nível a que chegou.

Uma iniciativa que pode ajudar a garantir a qualidade, bem como a justa cobrança, da energia oferecida à população é a fiscalização sistemática e periódica dos serviços prestados pelas distribuidoras. Papel este que deve ser desempenhado pelas Concessionárias públicas.

“A medida deve vir para auxiliar o trabalho da Comissão de Defesa do Consumidor, ligado à Câmara Federal, que fiscaliza o serviço prestado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), argumentou o gerente do Departamento de Energia (Deinfra-Energia) da Fiesp, Roberto Moussalem.

Thiago Eid, Agência Indusnet Fiesp

Agência Indusnet Fiesp

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a energia:

Destilador usa energia solar para purificar água

A empresa israelense SunDWater lançou um dispositivo ecológico e de baixo custo e manutenção que usa energia solar para limpar água poluída ou salgada. A novidade ...
Cummins Diesel concentra forças no Nordeste brasileiro

O término de algumas obras do PAC e a conclusão de unidades fabris no Nordeste do Brasil nos últimos anos têm levado empresas do setor energético ...
Como funciona um ímã supercondutor

Um ímã supercondutor é um eletroímã, onde as bobinas são feitas de um supercondutor tipo II. Ele pode facilmente criar campos magnéticos contínuos de 100.000 Oersted ...
Energia mecânica elétrica

Energia mecânica elétrica pode ser criada de duas maneiras: com um gerador elétrico ou um motor. O termo gerador elétrico é usado para descrever uma série ...
O que é sustentabilidade energética

A sustentabilidade energética desempenha um papel importante no nosso mundo e na atual geração populacional. É uma forma de sermos capazes de fazer uso dos recursos presentes num processo ...
Chile solicita licitações para exploração solar na América do Sul

O Chile vai solicitar propostas no próximo ano para construir a maior fazenda solar da América do Sul, pois o governo pretende dar o pontapé inicial de investimentos ...
Campanha da Eletrobras desmistifica energia nuclear

A Rota da Energia Nuclear, novo projeto da Eletrobras, tem como objetivo explicar de forma didática como é feita a produção de energia nessas usinas. A ação, criada ...

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google