RIO DE JANEIRO/CARTAGENA (Reuters) - A OGX, braço de petróleo e gás natural do grupo EBX, do empresário Eike Batista, venceu a disputa por cinco blocos exploratórios num leilão na Colômbia, confirmou a empresa na noite desta terça-feira.

Segundo comunicado ao mercado, a OGX se comprometeu com investimentos totais de aproximadamente 125 milhões de dólares ao longo dos três anos de programa exploratório inicial, que compreende a aquisição de dados sísmicos e a perfuração de poços.

"A participação da OGX neste leilão representa um passo importante para a expansão de nossas fronteiras de atuação, calcada em ativos de alto potencial e que reúnem todos os ingredientes para grandes descobertas", disse o diretor-geral Paulo Mendonça.

Os cinco blocos conseguidos pela OGX estão em três bacias sedimentares terrestres de diferentes estágios de maturidade -- Cesar-Ranchería, Vale Inferior do Madalena e Vale do Médio Madalena -- e totalizam uma área de aproximadamente 12,5 mil quilômetros quadrados.

"Com este resultado, o portfólio da OGX passa a ser composto por 34 blocos exploratórios, dos quais 12 blocos terrestres e 22 marítimos, totalizando uma área de 41 mil quilômetros quadrados", disse a empresa.

A Colômbia conseguiu cerca de 1 bilhão de dólares em promessas de investimentos nos próximos três anos na licitação de blocos de petróleo e gás natural, de acordo com a agência de petróleo do país.

O objetivo da Colômbia, quarto maior produtor de petróleo da América do Sul, é adicionar pelo menos 4 bilhões de barris de óleo equivalente em suas reservas nos próximos 10 anos. O país recentemente certificou cerca de 3,1 bilhões de boe em reservas provadas e prováveis.

O leilão foi realizado nesta terça-feira em Cartagena e foram oferecidos 200 blocos e quase 80 receberam ofertas, de acordo com autoridades no leilão.

(Por Denise Luna, Jack Kimball e Daniel Wallis)

Autor(es): UOL News

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás