Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Custo da construção acumula alta de 6,31% nos últimos 12 meses, diz FGV

Mais notícias relacionadas a economia:

Definição de otimização restrita
Na microeconomia de uma empresa, conceito de otimização é usado para maximizar a produção e ...


O que é capital de risco verde
Junto com a ênfase na natureza ecológica da operação comercial, empresas que buscam capital de ...


Definição de valor contábil
Dois dos principais fatores que entram no cálculo do valor escrito, ou contábil, são depreciação ...


O INCC-M (Índice Nacional de Custo da Construção - M) registrou, em junho, variação de 1,77%, acima do resultado do mês anterior, de 0,93%, de acordo com a divulgação dos dados da FGV (Fundação Getúlio Vargas), nesta segunda-feira.

No ano, o índice acumula alta de 5,29% e, nos últimos 12 meses, a taxa registrada é de 6,31%. O INCC é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Cinco capitais apresentaram aceleração: Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Em sentido oposto, Recife e Porto Alegre tiveram desaceleração.

O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 1,02%, ante 0,48% no mês anterior. No índice referente a mão de obra, houve alta de 2,59%, ante elevação de 1,41% no mês de maio.

No grupo materiais, equipamentos e serviços, o índice correspondente a materiais e equipamentos subiu de 0,51% em maio para alta de 1,04%. Os quatro subgrupos em que se distribuem os materiais e equipamentos usados na construção apresentaram aceleração, com destaque para materiais para estrutura, cuja taxa passou de 0,62% para 1,60%.

A parcela relativa a serviços passou de uma taxa de 0,36%, em maio, para 0,92%, em junho, com destaque para a aceleração do subgrupo serviços técnicos, cuja taxa passou de 0,71% para 1,57%.

Data Base

O grupo mão de obra registrou variação de 2,59%, ante elevação de 1,41% no período anterior. Em Brasília, este grupo registrou variação de 4,96%, por conta de reajustes salariais ocorridos em função da data base. No mês anterior, não houve impacto. Em São Paulo, também em razão de data base, a taxa passou de 2,93%, em maio, para 4,69%, em junho.

Folha Online

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a economia:

Governo incentiva indústria farmacêutica

Foi lançado na última quinta-feira (11/4) um pacote de medidas com o objetivo de impulsionar a indústria brasileira no setor de saúde. A iniciativa do Governo ...
O que é liquidação na economia

Liquidação é o processo de tomada de ativos reais de um negócio para transformá-los em dinheiro, seja para pagar dívidas ou para obter um lucro pessoal. A ...
Definição de Integração Econômica

A integração econômica é um processo em que as barreiras ao comércio são reduzidas ou eliminadas para facilitar o comércio entre as regiões ou na ...
O que é colapso econômico

Um colapso econômico é uma situação em que a economia local, regional ou nacional passa por uma crise dramática, que afeta negativamente a capacidade das pessoas que vivem ...
O que é Mercantilismo

Mercantilismo é uma das maiores teorias econômicas que diz que a riqueza de uma nação pode ser medida pelo seu pronto fornecimento de capital. O mercantilismo afirma que a ...
O que é democracia econômica

Democracia econômica é uma filosofia de socioeconomia. Socioeconomia é o estudo e a exploração da economia quando vista no contexto de valores sociais humanos, comportamentos e interações. Dentro deste ...
JPMorgan nomeia novo presidente global de mercado de capitais

JPMorgan Chase & Co. (JPM), o maior banco dos EUA em ativos, continuou insuflando a gestão em seu banco corporativo e de investimentos, nomeando Kevin Willsey como o novo presidente ...

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google