A construção civil cresceu mais em maio em relação a abril, segundo levantamento da Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a pesquisa, houve aceleração no ritmo de atividade do setor: em abril, o indicador de estava em 53,9 pontos, avançando para 55,8 pontos no mês passado. Esse foi o quarto mês consecutivo de crescimento, diz a entidade.

Os dados da sondagem da construção civil variam de zero a cem, segundo a CNI. Valores abaixo de 50 pontos indicam evolução ou expectativa negativa e, acima de 50 pontos, evolução ou expectativa positiva, informou. A pesquisa foi feita entre 31 de maio e 22 de junho, com 376 empresas, das quais 189 pequenas, 143 médias e 44 grandes, de 24 estados e do Distrito Federal.

De acordo com o gerente-executivo de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, o bom desempenho de maio contribuiu para o crescimento do otimismo do setor em junho. “Baseados nesse bom desempenho e no histórico positivo da construção civil no primeiro semestre, os empresários acreditam que a atividade no setor continuará crescendo nos próximos seis meses”, afirmou Fonseca.

Acima do usual para o mês
O nível de atividade também ficou acima do usual para o mês de maio, informou a Confederação. "Isso aumentou o otimismo dos empresários em relação ao futuro. A expectativa em junho para os próximos seis meses para o nível de atividade do setor chegou a 67,8 pontos, maior do que os 66,4 pontos registrados em maio", acrescentou a CNI.

De acordo com a entidade, elevação do otimismo foi puxada pelas perspectivas positivas dos dirigentes de pequenas e médias empresas. Nas construtoras de pequeno porte, o indicador subiu de 61,3 pontos em maio para 64,2 pontos em junho. Nas médias empresas, o indicador aumentou de 66,1 pontos para 68,8 pontos no período. Entre as empresas de grande porte, o otimismo caiu de 71,3 pontos em maio para 69,9 pontos em junho, mas, de acordo com avaliação da CNI, continua "elevado".

A CNI diz ainda que as boas perspectivas para o setor elevaram as expectativas para os próximos seis meses de compras de matérias-primas e de novos empreendimentos e serviços de empresas especializadas em instalações elétricas e colocação de pisos. Os dois indicadores registraram 67,1 pontos em junho.

Autor(es): G1

facebook      twitter      google+

Construção Civil
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Construção Civil