Dividir os impactos e os benefícios da distribuição dos royalties do pré-sal entre as cidades da região, através do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista (Condesb). Essa deve ser a agenda regional na visão da candidata a presidente da República Marina Silva (PV), que esteve em Santos nesta segunda-feira.

Segundo Marina Silva, os investimentos oriundos da exploração do pré-sal devem ser distribuídos de forma igual na região.

Na primeira visita à região na condição de presidenciável, a candidata do PV fez questão de lembrar que morou em Santos quando passava por um tratamento de saúde. Seu marido é santista e ela ainda tem parentes na Cidade.

A candidata destacou também a necessidade de fechar a equação entre o crescimento sustentável e a preservação dos recursos naturais. “O crescimento econômico não é algo que se faça por decreto. Depende das diferentes dinâmicas econômicas, sociais, da base de infraestrutura, e as conjunturas nacional e internacional”.

Ainda segundo a presidenciável, é promissora a expectativa de o Brasil estabilizar seu crescimento em torno de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano. “Se nós considerarmos que na crise tivemos crescimento zero, agora chegamos a uma perspectiva de crescimento de 9%, mas os economistas têm dito que isso é a recuperação cíclica da economia”.

Autor(es): A Tribuna

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás