A utilização da capacidade instalada da indústria aumentou em junho para o maior nível desde agosto de 2008, passando de 84,9% em maio para 85,5% no mês, com ajuste sazonal, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

Já o Índice de Confiança da Indústria caiu 0,7% entre maio e junho, ao passar de 116,1 para 115,3 pontos, considerando-se dados com ajuste sazonal.

"Apesar da redução em relação ao mês anterior, o índice mantém-se em patamar elevado, sinalizando sustentação do ritmo de atividade industrial. O índice de junho retornou ao nível de abril deste ano, e está proximo ao de junho de 2008, período em que a indústria brasileira ainda não havia sido afetada pela crise internacional", afirmou a FGV em nota.

O componente de situação atual teve leve alta, passando de 119,2 pontos em maio para 119,3 pontos neste mês. "Com o resultado, a média de 119,5 pontos do segundo trimestre de 2010 é a mais alta desde o segundo trimestre de 2008", acrescentou a instituição.

O componente de expectativas declinou 1,5% em junho ante maio, para 111,3 pontos.

Autor(es): Redação Portal Terra

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia