SÃO PAULO, 17 de agosto (Reuters) - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) subiu 0,46 por cento em agosto, após variação positiva de 0,05 por cento em julho, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

Analistas ouvidos pela Reuters previam uma alta de 0,46 por cento, segundo a mediana de 10 respostas que entre 0,22 e 0,57 por cento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) teve avanço de 0,75 por cento em agosto, ante oscilação positiva de 0,02 por cento em julho.

O IPA agrícola subiu 0,22 por cento nesta leitura, após alta de 0,15 por cento na anterior. O IPA industrial teve elevação de 0,92 por cento, ante queda de 0,01 por cento no mês passado.

As maiores altas individuais de preços no atacado foram de minério de ferro (de 13,72 por cento após queda de 0,54 por cento no mês anterior), soja em grão, bovinos, aves e farelo de soja.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) caiu 0,31 por cento em agosto, após baixa de 0,17 por cento em julho.

Os custos de Alimentação declinaram 1,55 por cento, ante baixa anterior de 1 por cento.

Os principais recuos individuais de preços no varejo foram de batata-inglesa, mamão papaia, tomate, leite longa vida e cebola.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) avançou 0,35 por cento em agosto, abaixo da alta de 0,72 por cento de julho.

O arrefecimento partiu do item mão de obra, com elevação de 0,29 por cento agora, ante 0,78 por cento em julho, quando foi pressionado pelos dissídios salariais da categoria.

No ano, o IGP-10 acumula alta de 6,09 por cento e nos últimos 12 meses, de 6,57 por cento.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Autor(es): UOL News

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia