As inovações tecnológicas estão cada vez mais presentes. Diariamente surgem novos modelos de celulares e versões de computadores cada vez mais potentes. Atualmente são mais de 186 milhões de celulares em uso no Brasil e a estimativa para 2013 é que este número suba para 300 milhões. Sabe-se que de 4 a 5% do lixo total dos grandes centros urbanos é resíduo eletrônico, ou seja, celulares, computadores, acessórios e eletrodomésticos. Anualmente são produzidos 400 milhões de toneladas de lixo eletrônico no mundo e o Brasil é o maior produtor per capita entre os países emergentes.

Mas, o que fazer com os eletrônicos que estão defasados e não mais em uso? Para dar a destinação correta a estes materiais, a ECO Business 2010 - Feira e Congresso Internacional de Econegócios e Sustentabilidade promove um mutirão em prol da coleta e reciclagem deste tipo de lixo. Durante os três dias de evento, de 31 de agosto a 02 de setembro, os visitantes poderão levar todo o tipo material eletrônico, que terá o descarte correto realizado pela Reciclo Ambiental, empresa gerenciadora de resíduos eletro eletrônicos.

Todo o lixo eletrônico precisa ter um destino adequado. Ao ser lançado no lixo comum, os materiais pesados vão parar no meio ambiente, atingindo o solo, os lençóis freáticos e rios, contaminando os produtos agrícolas que chegam à nossa mesa e provocando doenças. Um exemplo é o mercúrio, que é altamente tóxico, tem efeito cumulativo e que pode causar lesões no cérebro. Já o chumbo, elemento químico mais perigoso, acumula-se nos ossos, cabelos, unhas, cérebro, fígado e rins, causa dores de cabeça e anemia e age no sistema nervoso, renal e hepático.

Os aparelhos eletrônicos precisam ser desmontados, separando os diversos materiais contidos nele, como plásticos, chumbo, cobre, ouro, entre outros. Cada parte precisa ser enviada para a reciclagem, voltando a ser matéria prima. Já as placas eletrônicas são as únicas peças que não são recicladas no país. Segundo a Reciclo Ambiental, apenas o Japão, Canadá, Bélgica, Suécia e Alemanha possuem usinas que realizam o processo completo com as placas.

Em junho deste ano, o Senado aprovou, após 19 anos tramitando no Congresso Nacional, uma Política Nacional dos Resíduos Sólidos. O documento foi sancionado pelo presidente da República, no dia 2 de agosto. A política diz que a destinação final é uma responsabilidade compartilhada entre fabricantes, varejistas, consumidores e poder público.

Além da coleta do lixo eletrônico, empresas e expositores vão mostrar na ECO Business projetos e iniciativas já implantadas. A programação também conta com o Congresso Internacional de Econegócios e Sustentabilidade, com a presença de renomados palestrantes como Maílson da Nóbrega, Sérgio Abranches, José Domingos Gonzáles Miguez, Marco Antonio Fujihara, entre outros. A programação ainda conta com diversas novidades como a primeira Biblioteca Sustentável do país, o Portal Sustentabilidade e o Cinema 3D.


Serviço:
ECO Business 2010
Data: 31 de agosto, 1 e 2 de setembro de 2010
Horário da Feira ECO Business: das 13 às 21 horas
Horário do Congresso ECO Business: das 9h às 17 horas
Local: Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo (SP)
Mais informações: www.ecobusiness.net.br

Informações à imprensa:
Contato Comunicação & Marketing
Alice Schmitt – (11) 3251-2359/ 8105-0973
pauta2@contatopauta.com.br
Claudia Dias – (11) 3251-2359/ 7093-9968
claudia@contatomcg.com.br

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Feiras & Eventos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Feiras & Eventos