Levantamento feito pelo Departamento de Estatísticas da ANFIR (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários) referente aos primeiros nove meses de 2010 aponta para crescimento de 52,21% ao considerarmos 120.706 implementos emplacados (das linhas leve e pesada) no exercício, ante as 79.304 unidades de igual período de 2009.

Para Rafael Wolf Campos, presidente da ANFIR, o resultado registrado pelo setor “é uma resposta da indústria de implementos às exigências do mercado. Ao contrário de outros segmentos, que recuaram no período da crise econômica internacional, nós mantivemos nossos planos e continuamos investindo em capacitação profissional, em novas tecnologias, entre outras ações, para atender às solicitações quando fossemos exigidos”, diz Campos.

Segundo o presidente da ANFIR, as empresas do setor devem encerrar o ano com crescimento da ordem de 40%. Considerando esse percentual poderemos fechar o exercício com cerca de 161 mil implementos vendidos. “Nosso desempenho poderá ser um pouco maior ou menor do que o projetado uma vez que dependemos de fatores que impactam diretamente na entrega dos implementos”.

De acordo com o presidente da ANFIR, embora o segmento esteja registrando crescimento em suas vendas, alguns fatores ainda preocupam os empresários da área. “Entre eles, estão às dificuldades dos nossos clientes em obter rapidamente os financiamentos para a retirada dos produtos.Estamos, também preocupados com o término da redução do IPI (Importo sobre Produtos Industrializados) programado para 31 de dezembro de 2010. Temos ainda pela frente, a obrigatoriedade da instalação do protetor lateral e do rastreador que passam a vigorar a partir de 1º de janeiro e 1º de abril do próximo ano, respectivamente. Os três item deverão impactar no custo final dos nossos implementos”, conclui Campos.

BALANÇO
Linha Pesada – De acordo com o Departamento de Estatísticas da ANFIR, de janeiro a setembro de 2010, a indústria de implementos comercializou 41.915 reboques e semirreboques. O volume representou crescimento de 47,86% sobre as 28.348 unidades emplacadas em igual período de 2009.
Linha Leve – Nos primeiros nove meses deste ano, as empresas do setor emplacaram 78.791 carroçarias sobre chassis, o que representa evolução de 54,63% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram emplacados 50.956 equipamentos.
Exportações – “Mesmo trabalhando com dólar baixo em relação ao real, os empresários do segmento aumentaram expressivamente suas exportações em 2010”, diz Mario Rinaldi, diretor-executivo da ANFIR.
Segundo ele, as vendas externas do segmento de reboque e semirreboques de janeiro a setembro alcançaram a marca das 2.725 unidades, o que representou crescimento de 52,58% sobre os 1.786 equipamentos exportados no mesmo período de 2009.

Dados sobre o Setor
Empregos diretos e indiretos – 68 mil pessoas
Faturamento em 2009 – R$ 5 bilhões
Faturamento previsto para 2010 – R$ 6,7 bilhões
Capacidade instalada – 200 mil unidades
Ocupação nas fábricas - 85% e 90%
Investimentos nos últimos cinco anos – R$ 700 milhões

Fonte: Digital Assessoria Comunicação Integrada

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas