O verão está chegando e a maioria das cidades brasileiras já enfrenta bastante calor, algumas com temperaturas superiores a 30 graus. Para evitar o mal-estar comum dos ambientes abafados, muitos arquitetos e decoradores têm sugerido a utilização de películas de controle solar nos vidros das janelas. A película tem o poder de filtrar a entrada 99% dos raios Ultravioleta e reduz também a entrada de calor e de luminosidade nos ambientes.

Lugares fechados e muito quentes não causam apenas desconforto, podem até mesmo provocar problemas de saúde, como quedas de pressão, falta de ar e desmaios. O uso de aparelhos de ar condicionado é o recurso mais lembrado, embora muita gente tenha intolerância ao ar resfriado - que resseca as narinas e também pode provocar pequenos danos, como dores de garganta, de cabeça ou mesmo resfriados. Por isso, a instalação das películas tem sido vista como a melhor alternativa para evitar - ou ao menos reduzir - a utilização do ar condicionado.

Ambientalistas lembram, ainda, que os aparelhos de ar condicionado são também vilões da sustentabilidade, já que utilizam muita energia elétrica, causando danos ao meio ambiente. Por isso, as películas são também uma alternativa menos agressiva ao ambiente, pois proporcionam que eles não fiquem superaquecidos.

A Sustentábil, uma construtora especializada em obras de alto desempenho ambiental, tem apostado no uso das películas. Segundo Cleuton Carrijo, CEO da empresa, a utilização de películas de controle solar nas janelas de casas e escritórios é uma solução que prima pela saúde das pessoas e do planeta. "Em franca expansão no mercado nacional da construção civil - até por estar cada vez mais acessível financeiramente à Classe C - para aplicação nas residências, escritórios e centros comerciais, as películas windows films cumprem um importante papel socio-ambiental: reduzem ruídos, contribuindo para a melhoria da qualidade dos ambientes, um dos critérios das sistemáticas oficiais para certificação "construção susten tável" (= greenbuilding), das quais somos uma construtora especializada em Curitiba", afirma Cleuton. "Elas também impedem em mais de 90% a entrada de calor, favorecendo o isolamento térmico, economizando assim no condicionamento do ar, além de manter desta forma ambientes internos com temperaturas mais agradáveis e que proporcionam maior qualidade de vida, o que todos buscam hoje em dia", acrescenta o CEO. Ele explica que as películas permitem a ampliação de áreas revestidas com peles de vidro, otimizando a eficiência energética da edificação ao proporcionar maior aproveitamento de luminosidade natural do sol, facilitando assim sua luz para dentro das instalações de maneira suave e saudável. "Porém, o maior ganho é para a coletividade, pois ao filtrar os raios UV-A causadores de câncer de pele e UV-B, diminuem a ocorrência desta enfermidade, a qual vem pesando cada vez mais como ônus nos planos de saúde privados, nos planos de saúde pública dos governos e nos planos de saúd e e sustentabilidade das próximas gerações. Todos ganham. E a vida agradece", conclui o executivo.

Para a ABRAWF, Associação Brasileira dos Representantes e Aplicadores de Window Films, a popularização do uso das películas de segurança e controle solar é uma demonstração de que as pessoas estão preocupadas em se proteger e buscar mais conforto. "As películas já são bastante comuns em carros, mas creditamos que o número de pessoas que as utilizam em casas e escritórios tende a aumentar muito nos próximos meses, por dois motivos: a chegada do calor e a maior conscientização em relação aos benefícios que elas trazem", afirma Francisco Castro Junior, presidente da Abrawf.

Para mais informações e marcação de entrevistas, entre em contato:

AW COMUNICAÇÃO - WWW.adrianewerner.com.br (41) 3082-8882

Jornalista Adriane Werner - [email protected] (41) 8863-0464


Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais