Na busca contínua pela melhoria do padrão de produção, a indústria cria novas aplicações para materiais. É o caso dos aços inoxidáveis, cada vez mais consumidos por segmentos como eletrodomésticos, sucroalcooleira e naval. Neste ano, a produção nacional deve chegar a 360 mil toneladas, com expectativas de crescimento de 12% ao ano até 2015, o que deve elevar o consumo per capta de 2 quilos para 2,5 quilos ao ano no período, conforme projeções do Conselho Deliberativo do Núcleo Inox.

Embora mais caro que os aços carbono, a utilização do inox se torna vantajosa economicamente pelo fato de ele durar de cinco a dez vezes mais. Porém, segundo José Antônio Cunha, gerente do segmento de automotivo e fabricação da Air Liquide Brasil, esse ganho pode ser comprometido por falhas no seu processamento, principalmente, nos processos de corte e solda.

“A realização correta do corte e da soldagem de aços inoxidáveis demanda necessariamente treinamento de pessoal, o que irá reduzir a ocorrência de problemas metalúrgicos que possam gerar corrosão”, afirma o executivo.

Durante a Feinox, que ocorre de 16 a 18 de novembro, no Centro de Exposições Imigrantes, a Air Liquide, líder mundial em gases para indústria saúde e meio ambiente, apresentará sua linha completa de gases e soluções para aços inoxidáveis, duplex e super duplex. Entre as inovações para o segmento, Cunha destaca as linhas ALTOP e SMARTOP, que proporcionam ganhos de qualidade e economia consideráveis ao longo do tempo e possibilitam à medição instantânea da carga do cilindro.

No estande da empresa, também estarão os parceiros Lincoln, que levará suas soluções em soldagem e fará demonstrações de solda Mig pelo processo STT, e a Oxipira, que demonstrará o processamento plasma nos materiais.

A Feinox ocorre de 16 a 18 de novembro no Centro de Exposições Imigrantes, localizado no Km 1,5 da rodovia. A entrada é gratuita.

A Air Liquide é o líder mundial em gases para a indústria, saúde e meio ambiente, e está presente em mais de 75 países com 42.300 funcionários. Oxigênio, nitrogênio, hidrogênio e gases raros estão no centro das atividades da Air Liquide desde sua criação em 1902. Usando essas moléculas, a Air Liquide reinventa continuamente seus negócios, prevendo as necessidades dos mercados atuais e futuros. O Grupo inova para possibilitar o progresso, atingir um crescimento dinâmico e um desempenho consistente.

Tecnologias inovadoras que controlam emissões de poluentes, menor uso de energia pela indústria, recuperação e reutilização de recursos naturais ou desenvolvimento das energias do futuro, como hidrogênio, biocombustíveis ou energia fotovoltaica... Oxigênio para hospitais, homecare, combate a infecções hospitalares... A Air Liquide combina muitos produtos e tecnologias para desenvolver aplicações e serviços úteis não apenas para seus clientes, mas também para a sociedade.

Um parceiro para longo prazo, a Air Liquide conta com o comprometimento dos funcionários, a confiança dos clientes e o apoio dos acionistas para perseverar em sua visão de crescimento sustentável e competitivo. A diversidade das equipes da Air Liquide, negócios, mercados e presença geográfica proporcionam uma base sólida e sustentável para seu desenvolvimento e fortalece sua capacidade de ultrapassar seus próprios limites, conquistar novas regiões e estruturar seu futuro.

A Air Liquide explora o melhor que o ar pode oferecer para preservar a vida, permanecendo fiel à sua abordagem de desenvolvimento sustentável. Em 2009, as receitas do Grupo somaram 12 bilhões de euros, dos quais quase 80% foram ganhos fora da França. A Air Liquide está relacionada na bolsa de valores Euronext de Paris (seção A) e é membro dos índices CAC 40 e Dow Jones Euro Stoxx 50.


Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas