As vendas de materiais de construção no Brasil cresceram 12,14% em 2010 em relação ao ano anterior, de acordo com pesquisa divulgada hoje pela Associação Brasileira de Materiais de Construção(Abramat). O resultado ficou dentro do esperado pela entidade, que previa expansão próxima de 12%, mas o índice ainda está 1,57% abaixo do alcançado em 2008.

Seguindo a tendência que já vinha sendo observada no segundo semestre do ano passado, por segmento, o indicador de vendas para itens de acabamento registrou no mesmo intervalo acréscimo de 15,15%, enquanto o da indústria de materiais básicos subiu 10,62%. Para 2011, as projeções apontam um avanço menos vigoroso das vendas, com alta de 9%. Inicialmente, a entidade previa crescimento entre 10% e 12% no faturamento para este ano.

Dezembro

Em dezembro, as vendas do setor cresceram 6,96% em relação ao mesmo mês do ano anterior, enquanto o nível de empregos gerados pela indústria aumentou 7,16%. Por segmento, no mês passado as vendas dos itens de acabamento subiram 17,91% na comparação com dezembro de 2009, enquanto as da indústria de materiais de base aumentaram 1,40%.

Em relação a novembro, no entanto, as vendas caíram 8,88% em dezembro e o nível de empregos ficou estável (0,03%). Houve retração de 9,86% nas vendas do segmento de acabamento e queda de 8,29% na indústria de materiais básicos.

Em nota, o presidente da entidade, Melvyn Fox, explica que a discrepância no desempenho dos dois segmentos em dezembro ante o mesmo mês do ano passado se deve ao início de diversas obras em 2008, que impulsionaram o consumo de materiais de base. "Agora, muitos desses empreendimentos estão em fase final, daí esse crescimento mais forte de materiais de acabamento", diz Fox.

Autor(es): Agência Estado

facebook      twitter      google+

Construção Civil
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Construção Civil