A Euro System completa 10 anos no ramo de esquadrias de PVC, e atualmente está trabalhando com lançamentos da Veka Brasil, que trouxe ao mercado novas linhas, buscando maior versatilidade e modernidade, que são: Classic, Design, Compact e Colors. Em 2001, quando a empresa surgiu esse tipo de material para portas, janelas e grandes vãos era praticamente desconhecido. “Abrimos a empresa após conhecermos as esquadrias de PVC, um material novo, que trazia muitas possibilidades e benefícios, em uma feira na Europa.”, conta a sócia Elisabete Cassettari.

Hoje a empresa, que atende diversos estilos de projetos de arquitetura, tem uma fábrica de 2000m2 em São Paulo. “No início não foi fácil, pois as esquadrias de PVC eram completamente desconhecidas no mercado de construção brasileiro. Havia uma avaliação errada do produto e entre as dúvidas mais frequentes, que precisam ser esclarecidas, estavam: não amarela, não dissolve, não trinca, não amolece com o calor, entre outras. A globalização permitiu maior acesso do usuário à informação e viagens ao exterior, tento maior contato com este tipo esquadrias validando a qualidade e eliminando os receios de uso, pois puderam constatar a longevidade do produto sem apresentar alterações de cor, forma, etc.”, destaca Cassettari.

O sal (57%) e o gás natural derivado de petróleo (43%) são a base para a fabricação das esquadrias de PVC. “Muitos confundem os diferentes produtos feitos de PVC, porém, as esquadrias têm aditivos diferenciados, que não são iguais, por exemplo, aos plásticos da mangueira, balde ou tubulação. Cada polímero termoplástico tem em sua composição aditivos para que dure um ano, um mês, dez ou cinquenta anos, podendo ser mais rígido, resistente ou flexível, dependendo da finalidade.”, explica a diretora da Euro System.

Os produtos de PVC são auto-extinguíveis, ou seja, não propaga chamas e o fogo se extinguirá; utilizado em esquadrias, não apresenta degradação pela exposição ao calor em temperaturas de até 70º C; são ecologicamente corretos podendo ser reciclados, e os aditivos utilizados na composição do composto são insolúveis, não poluidores; acompanha a vida útil das edificações em construção civil, ou seja, mais de 50 anos; não se altera com a água e o vapor de água, bem como a atmosfera marítima; é imune a cupins, fogo e corrosão e dispensa manutenção, na Europa há construções datadas de pós guerra onde o produto continua inalterado.

Atualmente as esquadrias de PVC são muito utilizadas em construções de alto padrão com grandes janelas e portas envidraçadas. “No Brasil é uma tendência casas com grandes vãos. Não há mais o medo de antigamente gerado pelas fragilidades, falta de tecnologia e limitação dos produtos daquela época. Além disso, um projeto assim era muito caro e os vidros não tinham recursos, de espessura e durabilidade. Hoje há uma grande facilidade de encontrar materiais de maior resistência, que não entortam e ainda oferecem mais segurança. Fora isso, os projetos já nascem com toda uma concepção de segurança com monitoramento, câmeras e, em alguns casos, dentro de condomínios.”, finaliza Elisabete.

Entre as novas linhas estão a Classic que é mais clean e com desenhos inovadores; já a Linha Designer, destaca versatilidade, modernidade e formatos; a Compact é uma solução para quem quer investir em qualidade com maior custo benefício, e possui perfis com designer compacto; para colorir o ambiente, a Linha Colors, beneficia projetos especiais, que alia tecnologia com o uso de cores. Para conferir mais sobre o produto acesse www.eurosystemesquadrias.com.br.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Construção Civil
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Construção Civil