A ALL América Latina Logística maior operadora logística da América Latina, participou, na última terça-feira (12/4), em Cubatão, de uma simulação de acidente ferroviário envolvendo vazamento de enxofre. O treinamento, que aconteceu no pátio do Perequê, foi proposto pelo Plano de Auxílio Mútuo (PAM) e contou com a presença de 100 pessoas, entre Corpo de Bombeiros, Defesa Civil de Cubatão, Cetesb, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Policia Militar Rodoviária, entre outros.

As atividades simularam um incêndio em um vagão de carga, transportando enxofre sólido a granel, com emanação de fumaça tóxica e duas vítimas. A ALL participou da atividade com suas equipes de Meio Ambiente, de técnicos de Segurança do Trabalho e de Brigada de Incêndio.

Segundo Edison kamarauskas, gestor de Meio Ambiente da ALL na Baixada Santista, a simulação tem como objetivo preparar a equipe para garantir a agilidade em casos de acidentes ferroviários e evitar danos ao meio ambiente e à população.

“A segurança na circulação de trens é prioridade para ALL, que trabalha para chegar a um índice de acidentes próximo a zero”, enfatiza. “Mesmo com todos os investimentos em manutenção e tecnologia, nossa equipe deve estar sempre preparada para situações de emergência”, completa.

Anualmente, são aplicados nas ferrovias sob concessão da ALL R$650 milhões. Do total, R$ 200 milhões exclusivos na malha paulista, destinados à aquisição de novas tecnologias, manutenção de via, novos ativos e treinamento das equipes de campo.

Tecnologia aliada à segurança

A ALL conta com grande auxílio da tecnologia para evitar acidentes nas operações ferroviárias. O controle da condução do trem reduziu em 72% o índice de gravidade de acidentes ferroviários, por meio do uso de computadores de bordo instalados nas locomotivas e de equipamentos, como detectores de descarrilamento e aparelhos ultrassom.

Investimentos na Baixada Santista

A movimentação ferroviária no Porto de Santos, operada pela ALL – América Latina Logística (Bovespa: ALLL3) – cresceu 18% no último ano, graças ao aumento considerável do transporte de grãos originados no Mato Grosso (MT), e ao crescimento da safra de açúcar, com origem no interior de São Paulo. Desde que assumiu a concessão, em 2006, o crescimento foi de 125%.

Dos 18 milhões de toneladas movimentadas pela Portofer em 2010, mais de 14 milhões de toneladas chegaram ao porto pela ALL.

Esse aumento é reflexo dos novos contratos e também do forte investimento em melhorias no Porto de Santos e na malha de escoamento. Somente em Santos, a ALL aplicou R$ 70 milhões para a remodelação das linhas principais e revitalização do corredor de exportação e obras do desvio da perimetral.

Perfil ALL

Maior empresa independente de serviços logísticos da América Latina e maior companhia ferroviária do Brasil, a ALL – América Latina Logística – tem uma malha de 21.300 quilômetros de extensão. Abrange os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do
Sul, no Brasil, e as regiões de Paso de los Libres, Buenos Aires e Mendoza, na Argentina. Opera uma frota de 1.095 locomotivas, 31.650 vagões e 650 veículos rodoviários, entre próprios e agregados. Conta com unidades localizadas em pontos estratégicos para embarque e desembarque de carga.
Fundada em 1997, com a concessão da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), para atuar na malha sul do país, vem ampliando sua atuação em um histórico sem precedentes de expansão e aquisições no setor de logística brasileiro. Em 1999, adquiriu as ferrovias argentinas MESO e Central e, em 2001, integrou os ativos da operadora rodoviária Delara. Com a incorporação da Brasil Ferrovias em 2006, incluiu, em suas operações, o acesso ao Porto de Santos passando a atuar nos maiores corredores de exportação de commodities e nas mais importantes regiões industriais do país.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Armazenagem & Logística
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Armazenagem & Logística