Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Minha Casa exclui mais pobres em SP

Mais notícias relacionadas a construção civil:

O que é superestrutura
Ao projetar uma superestrutura, é necessário considerar a pressão e força que ela irá exercer ...


Tipos de tijolos
Alguns dos tipos mais frequentes são tijolos comuns, tijolos de revestimento e tijolos de engenharia.


Tudo sobre a indústria do cimento
A indústria do cimento é por vezes considerada a base da indústria da construção civil ...


O programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida completou dois anos sem entregar nenhum imóvel às famílias da cidade de São Paulo que recebem até três salários mínimos (R$ 1.395).

A Caixa Econômica Federal informou, em nota, que "o principal entrave é o custo dos terrenos em São Paulo, que é maior do que nas demais cidades do país".

O alto custo de produção, como preço do terreno e infraestrutura de água e esgoto, não cabe, segundo a iniciativa privada, no teto de R$ 52 mil definido pelo governo para os imóveis destinados à baixa renda.

Isso inviabilizou o sucesso do programa na cidade, diz José Carlos Martins, vice-presidente da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil). "Você há de convir que alguma coisa em São Paulo de R$ 52 mil é obra de ficção", afirma.

Sérgio Watanabe, presidente do Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil em São Paulo), diz que existiam 400 mil unidades a serem distribuídas no Brasil para a faixa de até três salários. A cidade de São Paulo teria 70 mil.

"Tinha o potencial, mas só foram viabilizadas 3.000 habitações. Assim mesmo, só com subsídio e doação de terreno pelo município", diz.

Estão previstos para a capital 23 empreendimentos, com 3.596 habitações, orçados em R$ 186,1 milhões. As obras de 21 deles estão em andamento, com entrega prevista para a partir do segundo semestre de 2011, informa a Caixa.

Watanabe e Martins concordam que a viabilidade econômica do programa passa pelo aumento do valor-limite de R$ 52 mil para cada imóvel, aliado a incentivos públicos, como doação de terreno e infraestrutura.

FRUSTAÇÃO

A espera tornou-se frustração para a dona de casa Madalena Yakabe, 41, que mora com o marido, cinco filhos e uma sobrinha em um imóvel do sogro, em Sacomã, zona sul de São Paulo.

Há oito anos ela tenta conquistar o próprio lar, e a esperança tinha sido renovada com o lançamento do Minha Casa. "A Caixa está fazendo prédios, mas não é para a baixa renda. É para quem tem condição melhor."

A Caixa informa que o Minha Casa, Minha Vida já entregou 16.693 imóveis na capital, dos quais 7.764 imóveis para a faixa que compreende entre 3 e 6 salários, e 8.929 para a de 6 a 10 salários.

A Cohab-SP (Companhia de Habitação de São Paulo), responsável pela seleção dos beneficiários dos empreendimentos, diz que já assinou 16 contratos entre prefeitura e Caixa para a construção de habitações em terrenos doados pelo município.

O Minha Casa, Minha Vida já financiou 1.005.128 habitações em todo o país, somando investimento de R$ 53,1 bilhões, segundo a Caixa.

Folha de São Paulo

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a construção civil:

Vendas da indústria de construção aumentam 13,8% em março

No mês de março de 2013, a indústria de materiais de construção no Brasil registrou crescimento de 13,8% nas vendas, em relação ao m ...
Wurth lança impermeabilizante para superfícies acabadas

A Wurth do Brasil – multinacional alemã especializada em peças de fixação, produtos químicos, ferramentas e EPI’s – apresenta ao mercado de construção civil uma novidade em ...
Pavimento permeável

O pavimento permeável é o cimento que é projetado para permitir que a água flua através dele, em vez de repelir a água como acontece com o pavimento tradicional. H ...
Diferença entre cofragens e andaimes

Estruturas de cofragem e andaimes são amplamente utilizados na indústria da construção para funções muito específicas. Quando as equipes de construção necessitam de moldar ...
Cofragem de isolamento

A cofragem é um molde pré-fabricado usado para formar as paredes de betão no local. Ao contrário da maioria das cofragens, uma cofragem de isolamento é deixada no lugar ...
Tipo de cofragem de madeira

Para que se possa despejar o concreto numa obra de construção civil, é necessário, primeiramente, formar um molde para que o concreto mantenha sua forma enquanto seca. A cofragem ...
Cofragem de metal

O processo de concretagem envolve a criação de moldes em que o concreto molhado pode ser despejado. Estes moldes seguram o betão no local, enquanto o material toma ...

Construção Civil
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Construção Civil


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google