A CPFL Energia informou no final do domingo que está mantendo negociações com a produtora brasileira de energia renovável Ersa, dias depois de ter anunciado a compra de um conjunto de parques eólicos no Brasil por R$ 1,56 bilhão. Em breve comunicado ao mercado, a companhia informa que "até o presente momento, tratativas, inclusive com a Ersa, não são conclusivas".

Informações publicadas pela imprensa no final da semana afirmam que a companhia vai incorporar a Ersa, que tem entre os sócios o fundo Pátria Energia, do Pátria Investimentos. A Ersa é especializada em construção e operação de usinas de energia de pequeno a médio portes (até 200 MW), como pequenas centrais hidrelétricas (PCH), usinas eólicas e a biomassa. A companhia tem portfólio de projetos que totaliza 473 MW em usinas em Santa Catarina, Minas Gerais e Rio Grande do Norte.

O portfólio possui 147,5 MW médios de energia contratada e a empresa tem cerca de 1,2 mil MW em desenvolvimento e cerca de 2 mil MW em prospecção. "A CPFL informa que está constantemente analisando oportunidades de investimento no Brasil que estejam em consonância com a estratégia traçada no seu plano de negócios. Neste contexto, investimentos em energia renovável, tais como, mas não limitados ao caso veiculado pela imprensa (Ersa) são oportunamente analisados", afirma a CPFL no comunicado.

Em 7 de abril, a CPFL, que opera usinas de geração de energia em vários Estados do país incluindo São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais, anunciou a compra da Jantus, que controla indiretamente quatro parques eólicos em operação no Ceará.

Autor(es): Redação Portal Terra

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia