Com a unificação do processo de montagem e produção das máquinas de andaimes, mini-gruas e chassis de máquinas, o Grupo consegue aumentar a produção diária de equipamentos. Essa mudança na estratégia de produção deve incrementar em 40% o faturamento anual.

Com investimentos na ordem de R$ 3 milhões na ampliação da unidade fabril, em Sapucaia do Sul (RS), o Grupo Baram, líder nacional na fabricação de andaimes, alcança o maior estoque de máquinas para o ramo da construção civil do Brasil. São cerca de 1000 equipamentos que podem ser comercializados a pronta entrega, quantidade 3 vezes maior que a do mercado.

Perto de completar 11 anos no mercado, o diretor-presidente, Josely Rosa destaca que o fator principal para que ocorresse esse crescimentofoi a unificação do processo de montagem e produção das máquinas de andaimes, mini-gruas e chassis de máquinas que agora são produzidos em uma área com seis mil metros quadrados. “Antes, a fábrica era dividida em células de produção - que eram independentes. Agora, esses procedimentos se unificaram, agilizando a fabricação de equipamentos”, afirma.

Segundo Josely, o objetivo é colaborar e agilizar a entrega de equipamentos para as empresas do ramo da construção civil, que vivem o melhor momento na economia. Em 2010, a produtividade na indústria da construção civil registrou alta de 6,1%.

Com a mudança na estratégia de produção, o Grupo pretende alcançar um crescimento de pelo menos 40% no faturamento anual. Vale destacar que o primeiro trimestre de 2011 em comparação ao mesmo período do ano passado, obteve alta de 57% no número de vendas em relação a 2010.

SOBRE O GRUPO BARAM

Com 10 anos de atuação no mercado da construção civil, o Grupo Baram possui parque industrial na cidade de Sapucaia do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre. A matriz da empresa está localizada no município de Esteio (RS) e o Grupo mantém filiais em seis outros estados, dentre eles São Paulo. Criada em agosto de 2000, a empresa conta com 170 funcionários em todo o Brasil.

Acompanhando o ritmo de crescimento da construção civil, o Grupo Baram fechou 2010 com receita de R$ 75 milhões. Hoje, a linha de produção é composta ainda por tapume ecológico, massa para assentamento de tijolos e blocos, dutos para entulhos e guarda-corpo para periferia de lajes.

O Grupo Baram exporta para vários países da América Latina, como Paraguai, Venezuela, Chile e Uruguai. Recentemente, o Grupo comercializou uma máquina de reciclagem de entulhos, que teve como destino Angola, país da costa ocidental da África.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos