A produção industrial da zona do euro contrariou as expectativas de declínio em abril e cresceu em relação a março, sinalizando um forte começo de segundo trimestre.

A agência de estatísticas Eurostat informou nesta quarta-feira que a produção nos 17 países que usam o euro subiu 0,2% sobre o mês anterior e 5,2% na comparação com abril do ano passado.

Economistas consultados pela Reuters previam um declínio mensal de 0,2% e uma alta anual de 4,9%.

O avanço deve-se principalmente à fabricação de bens de consumo duráveis, que aumentou 1,3% sobre março, e à produção de bens de capital, que se expandiu 0,5%. Isso ajudou a ofuscar a queda mensal de 3,7% registrada na produção de energia.

Autor(es): Portal IG

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia