A agência de classificação de risco Moody's Investor Services (Moody´s) anunciou hoje a melhora do nível de risco (rating) da dívida da Petrobras em moeda estrangeira de Baa1 para A3, assim como da dívida de suas subsidiárias com garantia da Petrobras.

A melhora é vista pela agência como conseqüência da recente elevação da nota de risco (rating) da dívida soberana brasileira de longo prazo em moeda estrangeira, que passou de Baa3 para Baa2. A classificação do rating da Petrobras em moeda estrangeira permanece posicionada em dois níveis acima da avaliação do risco soberano brasileiro.

Com essa melhora, o risco da dívida da Petrobras em moeda estrangeira alcançou o mesmo nível da sua classificação em moeda local, escala global, que permaneceu estável. Essa avaliação de risco da Moodýs é estendida a todas as notas globais de dívida emitidas pela Petrobras International Financial Company (Pifco), subsidiária integral da Petrobras, que passam também a ser avaliadas como A3.

A elevação da nota de risco irá contribuir para ampliar a base de investidores da companhia e melhorar as condições de captação de recursos. A Petrobras reafirma o seu compromisso de manter sua estrutura de capital em níveis compatíveis com grau de investimento.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás