A Foxconn, maior fabricante mundial terceirizada de celulares, anunciou que vai ampliar os investimentos em automação para driblar o aumento de custos com mão-de-obra. O plano é destinar recursos para a utilização de 1 milhão de robôs no prazo de três anos em suas unidades de produção. Atualmente, esse número é de 10 mil robôs.

"A automação irá aprimorar todo o ambiente de trabalho e desempenhar um papel cada vez mais importante nas operações da Foxconn, na medida em que nossos processos de fabricação e produtos estão ficando mais sofisticados", disse Terry Gou, presidente da companhia, por meio de comunicado divulgado hoje.

No texto, o executivo acrescentou que o objetivo da estratégia é permitir que trabalhadores hoje envolvidos com tarefas de rotina possam ser transferidos para posições em áreas de maior valor agregado, como pesquisa e desenvolvimento, e inovação.

Além de fabricar produtos para companhias como Apple e Dell, a Foxconn se notabilizou por uma série de suicídios envolvendo funcionários em suas unidades de produção na China. Os incidentes teriam sido motivados pelas péssimas condições de trabalho nesses locais.

Em abril, a empresa anunciou um plano de investimento de US$ 12 bilhões no Brasil, no prazo de seis anos, para a montagem de componentes e produtos como o iPad, tablet da Apple.

Autor(es): Portal IG

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas