As autoridades japonesas autorizaram nesta quarta-feira a reativação de um reator nuclear pela primeira vez desde a catástrofe de Fukushima de 11 de março, provocada por um terremoto e um tsunami, informou a agência de notícias Jiji.

O reator número 3 da central de Tomari, construída na ilha de Hokkaido (norte), foi acionado depois da autorização, anunciou a operadora Hokkaido Electric Power (HEPCO).

A governadora de Hokkaido, Harumi Takahashi, afirmou que conversou com os prefeitos dos quatro municípios abastecidos pela central nuclear e que não existe nenhuma objeção à reativação do reator.

Quase 75% dos 54 reatores nucleares do Japão estão desligados atualmente para manutenção ou por medidas de segurança. Grande parte da opinião pública não quer a reativação dos reatores.

O primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, se pronunciou a favor do abandono progressivo da energia nuclear e do uso de energias renováveis. Mas o poderoso ministério da Economia e Indústria (METI) continua favorável à exploração dos reatores aprovados nos testes de segurança impostos pelo governo.

Autor(es): Portal IG

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia