A Solaris Brasil foi confirmada para o line up do Rock in Rio, que abrirá as portas ao público no final de setembro. Plataformas aéreas e manipuladores telescópicos de seu portfólio de locação estão tocando a montagem dos palcos e outras estruturas, em que toneladas de ferro e fiação precisam sair do chão em ritmo acelerado.

A participação da empresa na construção da Cidade do Rock e na montagem das estruturas para o show responderá por 5% do faturamento da filial do RJ no período de atendimento, julho a outubro. As máquinas estão sendo aplicadas no acesso em altura para montagem de estruturas metálicas, iluminação, cenografia, infraestrutura em geral, na preparação da roda-gigante, tirolesa, entre outras atrações. Já os manipuladores, para o transporte de cargas e pallets com materiais diversos.

Tais equipamentos são comumente usados em segmentos como óleo&gás, mineração, construção e manutenção industrial, mas suas aplicações têm se popularizado. Para citar alguns exemplos, a Solaris já locou máquinas para transportar artistas de camarotes a trios elétricos no carnaval baiano; como ferramenta de monitoração da Polícia Militar durante eventos de grande aglomeração popular; e para retirar carros acidentados e transmitir imagens aéreas durante o GP Brasil de Fórmula 1.

“São máquinas versáteis que dão maior mobilidade e economizam recursos e tempo ao substituir, em algumas operações, equipamentos tradicionais como andaimes, guindastes, caminhões munck, entre outros”, diz Paulo Esteves, diretor da Solaris.

Com a grande quantidade de eventos programada para o Brasil nos próximos anos, o executivo está satisfeito que seu portfólio esteja “dançando conforme a música”.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas