A Escola Municipal Dom Clemente Geiger, em Altamira, sediou no último sábado, 3 de setembro, a cerimônia de formatura dos 87 alunos do Curso de Formação de Aquaviários. Iniciado em 29 de agosto, o curso foi patrocinado pela Norte Energia S.A. e faz parte do Programa de Capacitação Profissional e de Incentivo à Produção, planejado para a área de influência da Usina Hidrelétrica Belo Monte. Além dos novos arrais amadores e pilotos fluviais, bombeiros e agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) também receberam a certificação da Capitania dos Portos de Macapá.

A demanda pelo treinamento foi detectada depois que profissionais do mercado local tentaram se inscrever nos balcões do Sistema Nacional de Emprego (SINE/PA) para vagas de prestadores de serviço. As cooperativas, colônias de pescadores e associações de pilotos fluviais também identificaram esta necessidade e propuseram à Norte Energia parcerias para profissionalizar a categoria e minimizar problemas, como a falta de registros junto à Previdência Social e ao Ministério da Pesca e Aquicultura.

Primeiro da turma e formado com mérito, o piloto Raimundo Braga Nunes foi um dos beneficiados pelo programa. Pilotando embarcações há mais de 20 anos nos trechos navegáveis do Rio Xingu sem nenhuma formação, o pescador não sabe ler, nem escrever e chegou a pensar em desistir do curso. A vontade de ter a carteira de piloto fluvial, entretanto, foi maior. “Eu nunca tive condições de pagar o curso. Agradeço muito esse apoio da Norte Energia. Agora sou um piloto de verdade”, declarou.

Nas regiões onde o Rio Xingu é a estrada, os moradores têm nas embarcações o sustento da família. Segundo a Capitania dos Portos, a ilegalidade ainda é predominante, mas o trabalho de conscientização pode mudar esse quadro. “É possível que mais de cinco mil embarcações estejam circulando sem autorização, o que é um perigo para a vida de milhares de pessoas”, informou o Capitão de Fragata Marcelo Rezende de Lima, Capitão dos Portos de Macapá (AP). Uma nova turma deve ser formada ainda este ano.

O Curso de Formação de Aquaviários não é uma atividade isolada e integra o Programa de Capacitação Profissional e de Incentivo à Produção. O gerente do Meio Socioambiental da Norte Energia, Paulo Sérgio Costa, foi enfático ao lembrar que a empresa não apoia apenas ações pontuais. “Nós somo orientados a apoiar projetos que pensem além do hoje. Um trabalho deve estar ligado a outro sempre” esclareceu. Os planos e projetos do programa serão desenvolvidos em parceria com outras entidades como forma de incentivar, potencializar e desenvolver as pessoas e as atividades econômicas da região.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia