Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Gabrielli prevê escassez de etanol e não vê impacto da redução da Cide no caixa da Petrobras

Mais notícias relacionadas a petróleo & gás:

O que faz um corretor de petróleo
Assim como outros negociadores de títulos, um corretor de petróleo é pago por comissão


O que é um dessalinizador
Processo de dessanilização é geralmente a primeira etapa da cadeia do petróleo.


Total quer obter licença de exploração de gás e petróleo na Tanzânia
A Tanzânia planeja criar um fundo soberano que vai usar a crescente receita de óleo ...


O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, disse que a redução do valor da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre a gasolina não vai influenciar no caixa da companhia. “Eu não entendo como vá aliviar o caixa da Petrobras. A Cide não pertence à Petrobras. Pertence ao Ministério da Fazenda, ao governo brasileiro. Não tem nenhum reflexo sobre o caixa da Petrobras, que cobra a Cide do distribuidor e repassa ao governo federal. Não usa a Cide para fazer caixa.”

Gabrielli, que participou da abertura do 4º Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável, no Rio, disse que não é possível prever se a medida representará alteração no preço do combustível nos postos. “Nós vamos recolher o que for definido pelo Ministério da Fazenda. Qual o efeito disso sobre a ponta? Nós não sabemos. A gasolina sai da refinaria a R$ 1,05 desde maio de 2009. Chega na bomba a R$ 2,80; R$ 2,90; R$ 2,70... Essa diferença depende dos impostos estaduais, dos impostos municipais, da margem das distribuidoras e mais de 37 mil postos, que a Petrobras não controla”, explicou.

O presidente da Petrobras disse que houve crescimento de 19% no consumo de gasolina em 2010, mas considerou que o aumento na importação do combustível, de 7 mil barris por dia no ano passado para 30 mil barris por dia este ano, não trouxe problemas para a companhia. O vilão é o etanol.

“O problema não está na gasolina. O problema está no álcool. Está na cana-de-açúcar. Nós temos um investimento que não foi realizado em 2008 e 2009 na nova plantação de cana. Nós tivemos safras ruins nesses anos e você precisa plantar. Isso leva tempo. Não vai ser possível ampliar a plantação de cana em menos de dois, três anos. Então, nós vamos ter um fenômeno de dois, três anos de escassez de álcool.”

Agência Brasil

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a petróleo & gás:

Acúmulo de gás foi causa de explosão no México

As autoridades mexicanas disseram que um acúmulo de gás levou à explosão na semana passada, que matou 37 pessoas na sede da Petróleos Mexicanos. Esta é a explica ...
Irã será exportador de gasolina no próximo ano, diz Qasemi

O Irã planeja se tornar uma das maiores nações exportadoras de gasolina dentro de meses, apesar das sanções contra o país, disse o ministro do Petróleo ...
Lucros da Exxon sobe nos EUA

A Exxon Mobil Corp, a maior empresa do mundo de energia em valor de mercado, disse que o lucro do quarto trimestre teve a maior alta dos últimos cinco anos ...
Características de matéria volátil

Matéria volátil é qualquer substância que tenha uma tendência para vaporizar dadas as condições adequadas. A volatilidade da substância é medida pela sua pressão de ...
Como é feito o armazenamento de GNL

Quando o GNL (Gás Natural Liquefeito) é recebido na maioria dos terminais, é transferido para os tanques de armazenamento isolados, que são construídos especificamente para segurar o GNL. Estes ...
Noções básicas sobre Gás Natural Liquefeito (GNL)

O Gás Natural Liquefeito, ou de GNL, é o gás natural em sua forma líquida. Quando o produto gasoso natural é resfriado a menos 259 graus Fahrenheit (ou -161 ...
Extração de óleo

Os trabalhadores da indústria de petróleo e gás, incluindo engenheiros e geólogos que encontrar petróleo bruto e gás natural, supervisores da obra que supervisionam ...

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google