impostometro bate R$ 1,2 trilhãoÀs 23 horas de domingo, 30 de outubro, os brasileiros já terão desembolsado R$ 1,2 trilhão em impostos para os governos federal, estaduais e municipais. É o que mostrará o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Esta arrecadação de impostos chegou pela primeira vez em 14 de dezembro de 2010. Este ano o mesmo valor chegará no dia 30 de outubro, 45 dias antes do que no ano passado.

Para o presidente da ACSP, Rogério Amato, a qualidade de vida dos brasileiros deveria acompanhar o crescimento da economia e da carga tributária. “As pessoas precisam de bons hospitais, as crianças dependem de uma boa escola para ter formação de qualidade e o transporte tem que suprir a necessidade do cidadão. Temos que saber que somos pagadores de impostos e não contribuintes, e cobrar o retorno desse dinheiro em serviços públicos eficientes”, afirma.

A previsão da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) é de que até o final deste ano seja arrecadado R$1,4 trilhão em tributos.

O painel afixado na sede da entidade mostra a arrecadação de impostos, taxas e contribuições dos brasileiros, incluindo multas, juros e correção monetária, desde o 1º dia do ano.

Histórico

O Impostômetro foi inaugurado em 20 de abril de 2005. Pelo site do Impostômetro, qualquer cidadão pode acompanhar o total de impostos pagos pelos brasileiros de acordo com os Estados e Municípios. Além disso, esse sistema faz estimativas de quanto será pago em outros anos. No site Hora de Agir é possível manifestar, por meio de textos e vídeos, sua opinião sobre a carga tributária.

Sobre a ACSP

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP), em seus 117 anos de história, atua diretamente na defesa da livre iniciativa e, ao longo de sua trajetória, tem estado sempre ao lado dos profissionais liberais, pequenos, médios e grandes empresários, contribuindo para o desenvolvimento do comércio, da indústria e da prestação de serviços no País.

No ambiente de negócios, a ACSP, por meio de sua empresa privada Boa Vista Serviços (BVS), administra o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), oferece soluções inteligentes para a tomada de decisão na gestão de crédito, e com o apoio da alta tecnologia, está preparada para atender às novas demandas decorrentes, inclusive, da implantação do Cadastro Positivo, com modelos estatísticos desenvolvidos com exclusividade para cada tipo de negócio.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia