Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Pequenas indústrias caem pelo quarto mês seguido em 2011

No geral, pesquisa do Sebrae-SP apontou que as micro e pequenas empresas do estado ficaram estáveis em setembro de 2011, em relação ao mesmo mês do ano passado.

Mais notícias relacionadas a economia:

Definição de otimização restrita
Na microeconomia de uma empresa, conceito de otimização é usado para maximizar a produção e ...


O que é capital de risco verde
Junto com a ênfase na natureza ecológica da operação comercial, empresas que buscam capital de ...


Definição de valor contábil
Dois dos principais fatores que entram no cálculo do valor escrito, ou contábil, são depreciação ...


Pequenas indústrias caem pelo quarto mês seguido em 2011As micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas apresentaram estabilidade quanto ao faturamento real (+ 0,1%) em setembro/2011 sobre setembro/2010, segundo pesquisa divulgada hoje pelo Sebrae-SP. Apesar dessa estabilidade, no caso das MPEs da indústria registraram, pelo quarto mês consecutivo, queda de receita (-2,5%), em comparação ao mesmo período no ano passado. Os efeitos dos aumentos dos juros básicos, ocorridos no 1º semestre de 2011 e a concorrência com produtos importados em alguns segmentos, contribuíram para a queda na receita.

O setor de serviços apresentou pequena retração (-0,6%), interrompendo uma trajetória de crescimento contínuo desde outubro de 2009. O desempenho negativo registrado está relacionado ao fato de que o setor apresentou crescimento muito expressivo no ano passado. “Setembro de 2010 foi muito favorável para as MPEs. No comparativo com o mesmo período de 2009 as MPEs de serviços cresceram 25,4%. Desta forma, a base de comparação forte influenciou a queda de faturamento registrada em setembro deste ano”, destaca Pedro João Gonçalves, consultor do Sebrae-SP, responsável pela pesquisa.

“As previsões dos analistas de mercado indicam que a economia brasileira tende a apresentar menor ritmo de crescimento nos próximos meses e em 2012. Nesse quadro, o setor de serviços deverá ser o segmento que mais vai crescer nos próximos anos. Enquanto o consumo interno estiver elevado, a partir da manutenção do poder de compra da população, este setor deverá ficar aquecido”, observa o diretor superintendente do Sebrae-SP, Bruno Caetano.

O comércio, beneficiado pelo bom desempenho do consumo no mercado interno, teve crescimento de faturamento de 1,9% sobre setembro de 2010. No comparativo com agosto de 2011, setembro apresentou queda de 9,6%, o que está relacionado ao menor número de dias úteis em setembro de 2011.

Na variação mês a mês, em setembro de 2011 o faturamento médio das MPEs em SP teve queda de 6,5% com relação ao desempenho de agosto de 2011. A queda na receita era esperada já que setembro/2011 teve dois dias úteis a menos que agosto/2011. As expectativas dos empresários paulistas, a curto prazo, seguem cautelosas. De acordo com o estudo, os empreendedores projetam estabilidade para o faturamento nos próximos seis meses, sendo que 48% acreditam em manutenção da receita da empresa.

Com estes resultados, a receita total das MPEs paulistas durante o mês de setembro foi de R$ 26,9 bilhões, R$ 1,86 bilhões a menos que o mês de agosto de 2011 e R$ 31,6 milhões a menos que setembro de 2010. Atualmente, as MPEs respondem por 20% do PIB brasileiro, 67% das ocupações e por 99% de todas as empresas constituídas em São Paulo.

A pesquisa de conjuntura Indicadores Sebrae-SP é realizada mensalmente pelo Sebrae-SP, com apoio da Fundação Seade.

Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a economia:

Governo incentiva indústria farmacêutica

Foi lançado na última quinta-feira (11/4) um pacote de medidas com o objetivo de impulsionar a indústria brasileira no setor de saúde. A iniciativa do Governo ...
O que é liquidação na economia

Liquidação é o processo de tomada de ativos reais de um negócio para transformá-los em dinheiro, seja para pagar dívidas ou para obter um lucro pessoal. A ...
Definição de Integração Econômica

A integração econômica é um processo em que as barreiras ao comércio são reduzidas ou eliminadas para facilitar o comércio entre as regiões ou na ...
O que é colapso econômico

Um colapso econômico é uma situação em que a economia local, regional ou nacional passa por uma crise dramática, que afeta negativamente a capacidade das pessoas que vivem ...
O que é Mercantilismo

Mercantilismo é uma das maiores teorias econômicas que diz que a riqueza de uma nação pode ser medida pelo seu pronto fornecimento de capital. O mercantilismo afirma que a ...
O que é democracia econômica

Democracia econômica é uma filosofia de socioeconomia. Socioeconomia é o estudo e a exploração da economia quando vista no contexto de valores sociais humanos, comportamentos e interações. Dentro deste ...
JPMorgan nomeia novo presidente global de mercado de capitais

JPMorgan Chase & Co. (JPM), o maior banco dos EUA em ativos, continuou insuflando a gestão em seu banco corporativo e de investimentos, nomeando Kevin Willsey como o novo presidente ...

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google