A Citroën registra em 2011 o seu recorde histórico no acumulado de vendas até novembro com 82.238 unidades, crescendo 11% sobre o mesmo período do ano anterior e registrando uma participação de mercado de 2,67%. No acumulado janeiro-novembro de 2010 as vendas da Citroën chegaram a 74.067 unidades.

“Estratégias comerciais agressivas ao longo do ano e o sucesso do lançamento do C3 Picasso foram fatores fundamentais para os bons resultados comerciais”, comemora Domingos Boragina Neto, diretor comercial da Citroën do Brasil.

Citroën bate recorde de vendas em 2011Lançado em junho último, o C3 Picasso tem atraído a preferência do consumidor por suas características de modernidade, conforto, modularidade e desempenho. Em cinco meses de mercado, o C3 Picasso chegou a 4.072 emplacamentos, ocupando uma fatia de 3,16% do segmento B Premium Breakmono. “Os volumes do C3 Picasso têm crescido gradativamente nos últimos meses – diz Boragina –, o que nos anima a acreditar que esse veículo possa chegar rapidamente a uma média mensal de mil unidades”.

O urbano da automotiva francesa também ganhou a preferência da crítica especializada no Brasil, recebendo dois prêmios como a melhor minivan de 2011. Os 80 jornalistas que compõem a Associação da Imprensa Automotiva (Abiauto), representando todos os estados do Brasil, conferiram ao modelo da Citroën o Prêmio Imprensa Automotiva 2011. Outro prêmio de distinção nacional, o TOP CAR TV, que congrega os editores dos principais programas automotivos do Brasil, também destacou o C3 Picasso como o melhor em sua categoria.
Citroën bate recorde de vendas em 2011
Paralelamente, a marca também comemora o vigor comercial de seu SUV Compacto AIRCROSS com o emplacamento de 15.308 unidades desde janeiro, chegando a uma média mensal de 1,4 mil unidades. O Citroën AIRCROSS foi lançado no Brasil em setembro do ano passado, no Rio de Janeiro, e já acumula 17.894 unidades até novembro último.

Boragina também destaca o desempenho do compacto Premium C3, com vendas acumuladas desde janeiro de 34.493 unidades. “O C3 é o nosso carro-chefe e vem mantendo uma média mensal de 3.135 unidades/mês com muita vitalidade comercial”, complementa o executivo. Já a família C4 somou este ano 21.504 unidades, sendo 10.063 do esportivo C4 Hatch, 6.648 do sedan C4 Pallas, 4.027 unidades da minivan C4 Picasso e 766 da minivan de sete lugares Grand C4 Picasso.

Completam a gama de produtos da marca o top C5, com 487 unidades, o Xsara Picasso - modelo produzido no Brasil e com motorização flexível -, com 4.012 unidades, e o comercial leve Jumper, nas versões Minibus e Furgão, com 2.359 unidades no acumulado do ano.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas