DHB: tecnologia a serviço da sustentabilidadeO ano de 2011 foi marcado na DHB especialmente pelos avanços no desenvolvimento de novos produtos. Entre as principais inovações, destacaram-se a bomba hidráulica “HPP” (bomba de alta performance) e a direção E3D, nos quais a alta tecnologia aliou-se a preocupações ambientais.

Após cinco anos de pesquisa e de desenvolvimento que demandaram investimentos de cerca de R$ 12 milhões, a DHB concluiu no ano passado a finalização e a aprovação da bomba HPP. O novo produto deverá ter a sua produção iniciada até o final do primeiro semestre de 2012. A empresa já tem o fornecimento acertado com uma montadora e está em fase de negociação com outras.

Entre os benefícios da nova bomba está uma maior economia de combustível e uma consequente redução na emissão de CO2 na atmosfera. A DHB estima uma economia de combustível entre 3% a 5% em relação aos sistemas convencionais. Os valores diferem de acordo com uma série de fatores como, o tipo de veículo, cilindrada motor, o modelo e alguns critérios de medição deste consumo.

A HPP é uma bomba hidráulica de alumínio para sistemas de direção com alta performance. Além do menor peso, a tecnologia permite que o componente funcione em regime de alta rotação (10 mil rpm) com ganho de eficiência pela redução de potência do motor.

Assim que chegar ao mercado, a HPP poderá ser utilizada por todos os veículos, sem necessidade de adaptações nos projetos. A nova bomba da DHB tem apresentado performance superior em comparação com outras tecnologias similares do mercado nacional e internacional, de acordo com testes feitos pela empresa.

A direção com tecnologia E3D, sistema de direção elétrica de baixo custo, também deverá chegar ao mercado. Assim como a bomba HPP, proporciona um consumo menor de combustível. Ela deve ser usada, principalmente, em veículos de entrada e em mercados emergentes. A direção E3D tem custo mais competitivo em relação ao sistema elétrico convencional com vantagens de conforto aos usuários na realização de manobras e nos quesitos dinâmicos do veículo, gera economia de combustível, além de também não utilizar óleo.

Em 2011, a DHB iniciou o processo de prospecção de clientes e de avaliações comerciais. Com a E3D, a empresa oferecerá para as montadoras uma solução local com apelo sustentável atrelado a um alto desenvolvimento tecnológico. O sistema E3D está em processo de desenvolvimento e estudos desde 2005 e já conta com investimentos de R$ 8 milhões.

Autor(es): Assessoria de Imprensa

facebook      twitter      google+

Tecnologia & Inovação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Tecnologia & Inovação