Ministro defende cooperação japonesa na exploração de petróleoO Brasil deseja ampliar a parceria estratégica com o Japão, principalmente em setores que carecem de alta tecnologia, como petróleo e gás e indústria naval, disse o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, durante visita do ministro japonês para a Estratégia Nacional, Motohisa Furukawa, na segunda-feira.

Pimentel destacou que, além da importante relação com a comunidade japonesa no Brasil, “temos com o Japão uma experiência de integração tecnológica e transferência de conhecimento” que deve ajudar na tarefa governamental de estimular o avanço tecnológico nas empresas nacionais.

Ele revelou ao visitante que a Petrobras vai encomendar cerca de 600 navios nos próximos dez anos. O assunto consta da pauta de negociações que levará a Tóquio, no fim de maio, em missão oficial do governo brasileiro. Oportunidade em que terá encontros com empresários japoneses na tentativa de vencer a resistência de investidores que deixaram o país depois das sucessivas crises econômicas.

-----------------------------------------------------
Indicador de empresas:
Soluções de publicidade do portal Manutenção & Suprimentos
----------------------------------------------------------------------------

O ministro japonês elogiou os incentivos brasileiros para a atração de investimentos e adiantou que o governo do Japão está disposto a ajudar. “Vim ao Brasil para isso”, disse ele.

Furukawa ressaltou que a parceria com o Brasil é muito importante e enfatizou que o país está disposto a colaborar com o intercâmbio de estudantes do Programa Ciência sem Fronteiras nos dois sentidos. Ele também foi o portador do convite do governo do Japão para que a presidenta Dilma Rousseff faça uma visita oficial ao país asiático.

Autor(es): Agência Brasil

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás