Os fornecedores de cordas oferecem muitos tipos diferentes de produtos, sendo que podemos incluir também os cordéis marinhos e elásticos, que são feitos tanto de fibras naturais ou sintéticas. As do tipo natural (de sisal, de linho, de juta e de algodão) são feitas de fibras vegetais.

Empresas relacionadas a cordas

Corda multifilamento trançada - 8 mm - Vonder

Avenida Serafim Gonçalves Pereira, 340 - São Paulo - SP - CEP: 02179-000
Telefone fixo: (11) 2795-8822
E-mail: [email protected]
http://www.dutramaquinas.com.br/

Inter Cabos Ltda.

Rua Magnólia, 767 - Belo Horizonte - MG - CEP: 30770-020
Telefone fixo: (31) 3412-3700
E-mail: [email protected]
http://www.intercabos.com.br/

CORRENTES - LINGAS DE CORRENTE - GANCHOS

Rua Onze de Novembro, 187 - Massaranduba - SC - CEP: 89108-000
Telefone fixo: (47) 3054-1770
E-mail: [email protected]

Lista Técnica de Equipamentos e Sobressalentes

Rua Padre Telêmaco, 129 Sala 308 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21311-050
Telefone fixo: (21) 3822-6915 - Telefone fixo: (21) 3495-6139 - Celular: (21) 8955-7897
E-mail: [email protected]
http://www.ohmsolucoes.com.br/

Celpan Indústria e Comércio de Plásticos Ltda

Avenida Guilherme Cotching, 1171 - São Paulo - SP - CEP: 02113-013
Telefone fixo: (11) 2967-7040
E-mail: [email protected]
http://www.poliuretanoexpandido.com.br/

Soluções em ferramentas, máquinas e equipamentos para MRO

Rodovia BR-116, 3420 - Curitiba - PR - CEP: 82590-200
Telefone fixo: (41) 3351-7000
E-mail: [email protected]
http://www.sodivel.com.br/

Casa das Cordas Ltda.

Rua Paula Sousa, 161 - São Paulo - SP - CEP: 01027-001
Telefone fixo: (11) 3322-9555
E-mail: [email protected]
http://www.casadascordas.com.br/

Plasmódia Cabos e Cordas

Avenida Chiyo Yamamoto, 267 - Guarulhos - SP - CEP: 07176-040
Telefone fixo: (11) 2088-9922
E-mail: [email protected]
http://www.plasmodia.com.br/

Primavera Plásticos Ltda

Rua Primavera, 3800 Vila das Paineiras - Cabreúva - SP - CEP: 13315-000
Telefone fixo: (11) 4529-1199
E-mail: [email protected]
http://www.primaveraplasticos.com.br/

Sisalsul Ind. e Com. Ltda.

Rua da Cantareira, 1118 - São Paulo - SP - CEP: 01024-000
Telefone fixo: (11) 3322-0488
E-mail: [email protected]
http://www.sisalsul.com.br/

Cabos sintéticos, tais como de nylon, de poliéster, de polipropileno, polietileno e de kevlar, são mais fortes e feitas a partir de processos de fabricação mais avançados. A demanda é alta em todo o mundo, especialmente na indústria marinha, de construção civil, manufatura, lazer, segurança, artigos esportivos e de defesa.

Os dois principais tipos são as sinuosas e as de tranças. O ato de torcer envolve três ou mais fios firmemente posicionados na mesma direção, embora os fios que ficam na parte de dentro devem ser torcidos na direção oposta. Historicamente, a torção foi à forma mais popular de construção desse suprimento. No entanto, o ato de trançar se tornou muito mais comum ao longo do tempo. As trançadas são populares porque não giram ou destorcer, mantendo a carga fixa. Alguns modelos não podem sofrer emendas, sendo que a emenda propriamente dita é uma forma útil de criar uma articulação entre duas cordas ou duas extremidades mesmo que se faça o entrelaçamento dos fios juntos. O tipo mais forte e mais caro é a chamada de trança dupla, em que o exterior e o interior são trançados.

Materiais naturais incluem o sisal, a manila, a juta, o linho e o algodão. A manila é uma variedade muito difícil de confeccionar, e que é popular na construção civil porque é resistente à luz solar, estende-se muito pouco e não derrete quando exposta ao calor, como alguns cabos sintéticos. Suas fibras são feitas de folhas de bananeira, que são muito resistente à água salgada. O sisal tem menos força do que a manila, mas tem uma muito boa capacidade de retenção de nó e, portanto, é usada em aplicações tais como jardinagem e agrupamento, onde a alta resistência não é um requisito. Suas fibras são retiradas da planta agave. A de algodão é muito macia, flexível e fácil de manusear, mas não é tão forte ou durável como outros tipos naturais e sintéticos. Os cabos sintéticos como o nylon, poliéster, polipropileno, polietileno, kevlar e várias outras misturas copolímeras, tendem a ser mais fortes do que os amarradores naturais. O nylon é outro material forte e duradouro, que os fornecedores e distribuidores usam. Tem alta elasticidade em comparação com outros materiais, e ele pode retornar à sua forma original depois de ser esticado. A corda de nylon também tem absorção de impacto muito boa e é resistente a danos causados pelo sol, abrasão e química. Os pedidos incluem elevação e reboque. O modelo de poliéster, um dos cabos mais comuns usados na indústria de barco, não estica, assim, absorve choque ou duram menos, mas tem melhor resistência à abrasão e produtos químicos. Outro tipo, a de polipropileno, é a única variedade sintética que flutua, e é usada em piscinas e desportos aquáticos, bem como para atracação de embarcações. No entanto, tem a resistência UV mais fraca e o ponto mais baixo de fusão de todas elas.

Fabricantes fornecem alguns tipos específicos que são únicas e para aplicações específicas. Existe um estilo mais fino, que é usado em cozinhas e nos açougues, além de para amarrar aves. Também pode ser usada como varal ou como pacote de material de subordinação. É também utilizada para fazer artigos esportivos, tais como redes de baliza de hóquei e redes de basquete. Os elásticos contêm uma vertente de multinúcleo de borracha e são capazes de esticar até 125% do seu comprimento original. As coberturas principais são trançadas e feitas de fibras sintéticas, como o algodão, nylon, plástico ou fibra natural. Corda marinha é usada frequentemente em barcos, artesanatos, barcaças, ou para encaixe. O armazenamento adequado e cuidados adicionais são importantes, a fim de maximizar a vida útil e para garantir a sua segurança contínua. Quando devidamente adaptado às suas aplicações e cuidadosamente mantidas, são utilitários indispensáveis.

Imagens relacionadas a cordas