Os transformadores elétricos são dispositivos eletro-magnéticos acoplados indutivamente e que fazem a transferência de energia elétrica a partir de um circuito para outro. Todos os equipamentos operados eletronicamente dependem de transformadores de potência para converter as correntes elétricas em tensões que se encaixam em uma aplicação específica.

Ao transferir a energia elétrica através de bobinas em dias fases, eles podem aumentar, diminuir, isolar e traduzir o padrão de correntes elétricas de equipamentos eletrônicos de segurança em todos os requisitos de tensão. Os diversos modelos de transformadores elétricos são configurados de maneira diferente para atender a todos os tipos de aplicativos de transformação elétrica. Os transformadores de baixa tensão convertem correntes elétricas em tensões de aparelhos que se enquadram como luzes, enquanto os transformadores de alta tensão convertem as correntes de energia de microondas, aspiradores e equipamentos industriais.

Além de converter as correntes a uma tensão maior ou menor, os dispositivos em questão podem servir para isolar partes de circuitos de outros sistemas. Auto-transformadores, no entanto, não têm nenhum isolamento entre a fonte e o circuito de carga. Um transformador elétrico pode variar de tamanho dependendo de sua finalidade. Os tranformadores elétricos industriais, por exemplo, são grandes o suficiente para suportar altas cargas de eletricidade. Já os portáteis são menores e podem ser escondidos em eletrodomésticos, tais como luminárias. A maior parte destes dispositivos podem também servir como adaptadores para converter energia em situações em que há uma diferença de tensão entre um componente eletrônico ou aparelho e um suprimento de energia elétrica. Pode-se dizer nesse caso que a segurança é a preocupação maior em tais situações, desde a utilização de uma tensão que é muito alta ou muito baixa para um dispositivo de alimentação, o que pode resultar em falha da rede elétrica, incêndio ou choque elétrico fatal.

Os vários tipos de transformadores, incluindo os de corrente, precisam medir e monitorar a tensão de alimentação, uma vez que a energia é transmitida através de bobinas primária e secundária de modo proporcional. Os modelos de baixa tensão convertem a alta tensão à tensão mais baixa, com bobinas secundárias de menos enrolamentos. Já os com maior número de enrolamentos de bobinas secundárias lhes permitem converter a tensões mais baixas em voltagens mais altas. Os transformadores toroidais são dispositivos em forma de anel, altamente suficientes para reduzir a interferência eletromagnética, indutores que limitam a quantidade de fluxo de corrente alternada para um aparelho ou a aplicação transitória. Os transformadores de isolamento dissociam dois circuitos, permitindo a Corrente CA mover-se de um dispositivo para outro sem os dois circuitos de ligação, o que é conseguido tendo as bobinas primárias e secundárias não conectadas diretamente. Inversores são capazes de converter corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA), enquanto os dispositivos de pulso criam os impulsos elétricos que são usados em telecomunicações e outras aplicações, como flashes de câmera, equipamentos de radar e de aceleração de partículas.

Estes produtos são compostos por dois conjuntos de enrolamentos ligados por um campo magnético. O núcleo é de ferro, composto de um núcleo de ferrite ou laminado com bobinas de cobre nu ou esmaltado. As bobinas são primárias e secundárias e funcionam como condutores. Quando a bobina primária recebe corrente alternada, isso produz um campo magnético variável da tensão em torno do conduto e o campo magnético da bobina ativa o condutor secundário. Isto resulta na mudança de transformadores de tensão que transferem a energia elétrica, de preferência com o mínimo de perda de energia. O número de voltas em cada bobina é importante, pois é o que determina a tensão transmitida a partir do primário ao secundário pelo campo magnético. A relação dos enrolamentos na bobina primária para o número de voltas na bobina secundária determina a magnitude da tensão, por exemplo, um transformador abaixador de tensão terá menos voltas na bobina secundária que a primária. Depois que a conversão de tensão é feita, a energia é transferida para o centro da carga elétrica e o processo continua a partir daí.

Imagens relacionadas a transformadores elétricos