Os acoplamentos para volantes e outros tipos flexíveis são utilizados na transmissão e motor de todas as variedades de veículos, na conexão do volante ao motor. São compostos de uma ou duas partes de uma peça do motor que são compostas de uma flange, de um cubo, e uma caixa de aço ou alumínio. Eles estão ligados a um eixo de rotação e responsáveis por entregar um torque suave ao motor.

Empresas relacionadas a acoplamentos para volantes

Excelencia em lubrificaçao industrial

Rua Capitão Danilo Paladini, 352 - Petrópolis - RJ - CEP: 25645-111
Telefone fixo: (22) 2580-4241
E-mail: [email protected]

DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA CAD 2D e 3D

Rua Agenor Porto, 102 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 21511-490
Telefone fixo: (21) 2473-2790 - Celular: (21) 9321-8100
E-mail: [email protected]
http://www.mecseg.com.br/

SOBROU MATERIAL DE CONSTRUÇÃO DA SUA OBRA OU DE SUA REFORMA?

Rua João Borges, 409 - Londrina - PR - CEP: 86063-290
Celular: (43) 9649-6262
E-mail: [email protected]
http://WWW.TROCATUDOCONSTRUCAO.COM.BR/

Termovisores Testo

Rua Doutor Guilherme da Silva, 190 - Campinas - SP - CEP: 13015-028
Telefone fixo: (19) 3731-5800
E-mail: [email protected]
http://www.testo.com.br/

Os acoplamentos para volantes variam em tamanho e peso, dependendo da aplicação e utilização pretendida. Eles são pesados, ocupam pouco espaço e são capazes de trabalhar de forma eficiente e segura em temperaturas de -20 a 120 graus Celsius. Eles são utilizados principalmente nas indústrias de construção civil e no ramo automotivo para conectar o volante, ou unidade de direção, ao motor, realizando a transmissão de força e movimento, várias são as indústrias que utilizam equipamentos de grande porte em seu processo de produção e que se utilizam deste tipo de equipamento. Equipamentos de construção, como carregadeiras, plataformas elevatórias, escavadeiras, colheitadeiras, carregadoras de balde, pás carregadoras de rodas e carregadores de bagagem todos estes e muitos outros, fazem uso desses dispositivos, assim como as plataformas elevatórias, varredores.

Eles precisam mudar muito pouco na velocidade para operar corretamente e são projetados para transportar energia suficiente para abastecer um carro entre o disparo de cada cilindro. Na transmissão manual, um disco de atrito é posicionado entre um acoplamento e uma placa de pressão. Isso permite que o eixo do motor seja capaz de girar a transmissão. São compactos e possuem baixo momento de inércia, em função de sua forma construtiva simples, não requerem ferramental especializado, nem tão pouco manutenção dedicada no manuseio dos mesmos. O peso e o tamanho destes componentes são correlacionados diretamente com o tamanho e o peso do veículo, a qual ele está destinado. Os acoplamentos de veículos pesados possuem componentes mais pesados e maiores e são capazes de armazenar mais energia e oferecerem uma aceleração mais rápida. Por motivo de segurança, eles não devem conter qualquer saliência, para que haja um funcionamento ideal.

Há muitos tipos diferentes de dispositivos. O Oldham consiste em três componentes: dois concentradores e um disco plástico central. Ele acomoda um ligeiro desalinhamento paralelo, quando os eixos estão alinhados paralelamente ao solo, ao fornecer reação quase zero. A reação é a quantidade de movimento perdido devido à depuração ou negligência quando o movimento é invertido e o contato é restabelecido. O de fole tem dois concentradores e um fole metálico de paredes finas e que podem acomodar todos os três tipos de desalinhamento, paralelo, angular e axial. Já os de eixo único são normalmente produzidos de uma única peça de alumínio e tem um sistema de cortes em espiral que lhe permitem dobrar a fim de acomodar qualquer tipo de desalinhamento angular. Os de múltiplos eixos consistem em duas vigas sobrepostas que abordam problemas de rigidez torcional.

Imagens relacionadas a acoplamentos para volantes