Os aquecedores a gás utilizam radiação eletromagnética, ou luz infravermelha invisível, gerada a partir de uma chama de gás para aquecer os objetos, materiais ou espaços. As ondas de calor infravermelho são longas ondas eletromagnéticas localizadas muito perto da parte visível do espectro eletromagnético que pode gerar uma grande quantia de calor que é facilmente absorvida pelas superfícies, quando dirigida utilizando um escudo reflexivo.

Empresas relacionadas a aquecedores a gás

General Heating and Air Conditioning

Rua João Álvares Soares, 1530 - São Paulo - SP - CEP: 04609-003
Telefone fixo: (11) 5044-1683
E-mail: [email protected]
http://www.generalheater.com.br/

Produzidos por uma chama de gás natural, as ondas infravermelhas em aquecedores radiantes emitem o calor que é então absorvido pelos objetos e superfícies sem precisar de um meio de transmissão ou moléculas de ar para o transporte. Portanto, o calor infravermelho pode penetrar em materiais e gases com mais facilidade do que por convecção típica, e de forma mais eficiente que as lâmpadas ultravioletas que requerem as ondas de luz de forma eficaz o calor de um objeto.

Os modelos a gás utilizam a energia térmica a partir de uma chama de gás e convertem em radiação eletromagnética infravermelha através de filamentos, tubos ou trocadores de calor de cerâmica combinados com uma série de refletores para direcionar o calor resultante. O elemento de aquecimento é contido dentro de um tubo de radiação geralmente feitos de vidro, cerâmica ou metal, devido a isso, são muitas vezes referidos como aquecedores de tubo. Alguns podem combinar o aquecimento, com a circulação do ar para redistribuir as moléculas de ar quente e espalhar o calor em torno de um ambiente mais rapidamente, e outros modelos podem incluir um detector de temperatura, opções de resfriamento para permitir o uso criogênico, capacidade à prova de intempéries, tais como materiais de resistência à corrosão e etc.

Diferentemente de outros métodos de aquecimento, a luz infravermelha provoca uma fonte imediata de calor e elimina a existência de uma defasagem entre o ligar o aquecedor e começar a sentir seus efeitos. É especialmente útil em processos como aquecimento ao ar livre, devido à sua capacidade de aquecer objetos e superfícies, em vez de simplesmente moléculas de ar. Devido ao seu elevado nível de eficiência energética, os do tipo infravermelho são considerados um método "verde" ou ambientalmente sustentável de criação de calor, em comparação com seus similares, no que tange seu método de aquecimento. Utilizando o aquecimento a gás radiante no lugar de modelos regulares de ar forçado em aquecimento, secagem e cura de aplicações , estes equipamentos, tem um grande número de benefícios, tanto ambiental como economicamente. Os usos comuns para o aquecimento a gás incluem: aquecimento de salas ou locais, utilização industrial em processos como soldas plásticas, cura e secagem de revestimentos ou em processamento de vidro. Outras vantagens de se utilizar os  infravermelhos incluem: o aquecimento global do elemento, que é menor do que outros tipos, o que ocasiona uma diminuição do risco de incêndio ou queimadura. Além disso, como os infravermelhos não dependem de moléculas de ar para o transporte de calor e, ao invés disso o calor atinge diretamente o objeto, ou o ar, o padrão de aquecimento se torna mais uniforme por todo o espaço a ser aquecido, sendo assim há uma economia de energia e consequentemente menor custo.