Os aquecedores radiantes utilizam radiação eletromagnética de luz infravermelha para aquecer objetos, materiais ou espaços com a ajuda de um escudo reflexivo. A luz infravermelha emite ondas de calor radiante que estão localizados perto da parte visível do espectro eletromagnético. Os elétricos infravermelhos utilizam um elemento de aquecimento, que geralmente é um filamento de tungstênio enrolado, enquanto os modelos a gás radiante podem utilizar gás natural ou propano para criar uma fonte de calor.

Empresas relacionadas a aquecedores radiantes

Technoheat - Aquecimento Elétrico Industrial

Avenida Benedito de Lima, 346 - São Paulo - SP - CEP: 05376-020
Telefone fixo: (11) 3714-6644
E-mail: [email protected]
http://www.technoheat.com.br/

Enquanto as ondas de calor infravermelho são produzidos, o painel reflexivo é utilizado para direcionar o calor, permitindo a áreas específicas, receber porções concentradas de calor, caso seja necessário.

Alguns utilizam ventiladores para redistribuir as moléculas de ar em torno do espaço e difundir o ar aquecido mais rapidamente, mas estes não são necessários para um aquecimento de infravermelho eficiente e bem dimensionado. O calor radiante é absorvido pela superfície de um objeto em si sem aquecer as moléculas de ar no meio. Os radiantes ou infravermelhos são utilizados em grandes edifícios ou espaços onde o bom isolamento não é capaz ou são ineficazes ou ineficientes, tais como armazéns, garagens ou galpões. Exemplos de outros usos mais comuns incluem: modelos de sala ou espaço aberto, aplicações industriais, como soldas plásticas, secagem de tintas e processamento de vidro, cuidado com os animais em jardins zoológicos e clínicas veterinárias ou usos médicos para ajudar a aliviar a dor nas articulações.

Uma vantagem do aquecimento radiante é que eles fornecem uma fonte imediata de calor. Os efeitos das ondas infravermelhas são sentidos quase que instantaneamente. Os tipos de ar forçado contam com moléculas de ar para transferir a energia do calor, da poeira, assim perturbando as partículas no ar, mas o calor radiante é absorvido pelos objetos e superfícies ao invés do ar, tornando-o muito mais eficiente.

Aqueles de ar forçado podem resultar em aquecimento, odores e ruídos perturbadores de um ventilador. Os infravermelhos são, portanto, as opções mais desejadas em espaços residenciais ou menores. A medição de um intervalo de tempo entre ligar um aquecedor e começar a sentir seus efeitos, significa que a energia está sendo salva. Devido à sua alta eficiência energética, os radiantes são considerados um método "verde" ou ambientalmente sustentável de aquecimento e oferecem muitas vantagens na relação custo x benefício e em relação às preocupações ambientais, no que tange as normas e órgãos reguladores. Outra vantagem inclui a não ocorrência de queima de combustível exigida por aquecedores elétricos por infravermelho, não há fumos nocivos emitidos na atmosfera, oxigênio e umidade não são retirados do ar em uma taxa tão alta. Como não dependem de moléculas de ar para o transporte de calor e, ao invés de calor, na verdade o objeto é atingido diretamente, há um aquecimento padrão e muito mais uniforme. Com os convencionais, muitas vezes há bolsões de ar quente e frio, dependendo das correntes de convecção dentro de um espaço. A temperatura do elemento de aquecimento em um aquecedor radiante é tipicamente menor do que outros tipos, o que pode assegurar que haja uma redução de risco de incêndios e queimadas.