Os barris de água coletam e armazenar água através da canalização que é fixa n os telhados dos edifícios industriais, tais como fábricas e armazéns. São mais frequentemente usados como tambores de coleta de água de chuva, que servem especificamente para coletar e armazenar o escoamento da água da chuva.

Empresas relacionadas a barris de água

Tambores Petrotan Ltda.

Estrada de Ligação Corredor Perobal, 165 - Itaquaquecetuba - SP - CEP: 08584-410
Telefone fixo: (11) 4646-3771
E-mail: petrotan@petrotan.com.br
http://www.tamborespetrotan.com.br/

SOBROU MATERIAL DE CONSTRUÇÃO DA SUA OBRA OU DE SUA REFORMA?

Rua João Borges, 409 - Londrina - PR - CEP: 86063-290
Celular: (43) 9649-6262
E-mail: TROCATUDOCONSTRUCAO@HOTMAIL.COM
http://WWW.TROCATUDOCONSTRUCAO.COM.BR/

Lar dos Tambores

Avenida Róssio do Carmo, 46 - São Paulo - SP - CEP: 02861-090
Telefone fixo: (11) 3851-3580
E-mail: contato@lardostambores.com.br
http://lardostambores.com.br/

De todos os materiais utilizados na construção, os materiais plásticos como o polietileno de alta densidade (PEAD), o polietileno de baixa densidade (PEBD) e o polipropileno são os mais comuns. No entanto, os metais como o aço inoxidável podem também ser usados em casos nos quais a água não foi tratada com cloro, pois este elemento é altamente corrosivo para a maioria dos metais. A opção mais comum em termos de material plástico, os polietilenos têm uma desvantagem, uma vez que são pouco permeáveis a vapores de hidrocarbonetos e devem ser mantidos longe da gasolina armazenada, querosene e outros produtos similares. O PEAD, no entanto, oferece uma vantagem distinta na medida em que é um material aprovado pelos órgãos regulamentares. O armazenamento adequado da água é extremamente importante para muitas indústrias e setores, incluindo: a área de esportes e recreação, em que o PEAD é usado para o revestimento de pisos de corrida e quadras de esporte; nas indústrias de bebidas, para a construção de tanques de engarrafamento de água, especialmente se a água é coletada a partir de fontes naturais; no segmentos agrícolas e de jardinagem, para utilização em aplicações de irrigação e de águas residuais, para uso no armazenamento de água contaminada potencialmente perigosa.

Como os modelos de barris de água são geralmente feitos de plástico, então eles são formados por um processo de moldagem por injeção de sopro (o metal é formado por rotomoldagem ou processos por semelhantes). O processo de moldagem de injeção por sopro é uma combinação de moldagem por injeção e moldagem por sopro. Para começar a moldagem de injeção por sopro, um barril é formado quando uma pré-forma termoplástica é aquecida até um estado derretido e, em seguida, esse material derretido é injetado em um mandril oco. Uma vez semi-curado, o material plástico recém-formado apresenta uma textura macia e conformável. Ainda em torno do mandril, o plástico em estado moldável é então colocado na câmara de moldagem por sopro. Então, um tubo de sopro de ar é usado para injetar ar comprimido no plástico, fazendo com que este material quase derretido se infle como um balão. Os resultados da inflação de ar causam a compressão contra as paredes da cavidade do molde, forçando-o a tomar a forma desejada. Após o resfriamento e o endurecimento do plástico, o molde ejeta o barril de água recém-formado. Imediatamente, o barril de água apresenta um design transparente e não requer mais o processo de corte. Como as máquinas de moldagem por injeção de sopro usam mandris múltiplos, elas podem ser aproveitadas para formar um máximo de 12 barris de água de uma vez só.