Uma bomba elétrica é uma máquina que usa energia elétrica para aumentar a pressão de um líquido através da força centrífuga. Embora os líquidos não possam ser comprimidos e pressurizados, eles podem ser transmitidos com a energia cinética e sofrem pressão para seguir um determinado curso.

Empresas relacionadas a bomba elétrica

Informe Comercial

Rua Apóstolo Paulo, 97 Núcleo Pimentel - Ponta Grossa - PR - CEP: 84032-572
Telefone fixo: (42) 3225-7644 - Celular: (41) 8508-0027
E-mail: [email protected]

Top Bombas - Solução em Bombeamentos

Avenida Winston Churchill, 2370 sala 107 - Curitiba - PR - CEP: 81150-050
Celular: (41) 9151-3245
E-mail: [email protected]
http://topbombas.com.br/

Franklin Electric Indústria de Motobombas S/A

Rua Almirante Barroso, 716 - Joinville - SC - CEP: 89204-200
Telefone fixo: (47) 3461-2966
E-mail: [email protected]
http://www.schneider.ind.br/

A força centrífuga é a força que faz com que as substâncias se afastem do seu centro de rotação e as bombas elétricas utilizam essa força para drenar e transportar líquidos. São construídas em alumínio, aço inoxidável ou ferro fundido e são constituídas por um rotor, um gabinete de metal que protege os componentes internos e um motor de voluta. Elas precisam de eletricidade para funcionar e, portanto, têm cabos de energia para mantê-las ligadas. As centrífugas são usadas nas indústrias e e também na construção civil, para fazer a drenagem de água abaixo do solo.

Os modelos retiram a água de áreas alagadas e ajudam a facilitar o escoamento dos líquidos em torno de edifícios e estradas. Alguns desses tipos de equipamentos são pequenos e leves o suficiente para ser transportados, tais como aqueles encontrados para socorrer barcos ou porões; são as chamadas elétricas portáteis. Já alguns modelos são capazes de lidar com misturas de sólidos e líquidos, como água poluída com detritos sólidos. Além dos resíduos sólidos, elas também transportam produtos químicos para tratamento de águas residuaus.

São máquinas relativamente simples que realizam grandes volumes de trabalho. Uma caixa chamada voluta contém um rotor montado em um eixo de rotação. O motor elétrico usa a energia mecânica para girar a hélice cujas pás, em seguida, transmitem energia cinética para o líquido que a bomba pretende drenar. Uma enorme pressão leva a água através da voluta, expandindo-a, até que que ela seja liberada por uma abertura de descarga. A força pode elevar o líquido a mais de 500 metros no ar ou com uma taxa de 40.000 litros por minuto.

As pequenas de 12 volts têm uma elevação máxima de cerca de 30 metros ou 10 litros por minuto. Os motores elétricos são mais comumente usados nos modelos movidos a gás porque os tanques de gás adicionam peso e volume e também necessitam de recarga. No caso das verticais ou submersíveis, que estão localizadas no subsolo ou na fonte de líquido, isto não é uma opção plausível. No caso das  elétricas, os cabos de alimentação são cuidadosamente protegidos em um invólucro protetor forte para impedir qualquer vazamento ou dano. Cabe lembrar que os três principais tipos são radiais, axiais e mistas, com algumas diferenças na forma do rotor e seu efeito sobre o modo como o líquido é movimentado.