A borracha natural é um polímero de hidrocarboneto elástico, que foi originalmente desenvolvido a partir de uma substância leitosa, conhecido como o látex, que podem ser encontrados na seiva de algumas plantas. A planta que é mais conhecida por ter látex em sua seiva é a árvore da seringueira, no entanto muitas outras plantas têm látex em sua seiva, como a árvore Panamá, dandelion russo, dandelion comum, figueira, e outras.

Empresas relacionadas a borracha natural

VEDAÇÕES HIDRÁULICAS E PNEUMÁTICAS

Avenida Afonso Monteiro da Cruz, 1080 - Diadema - SP - CEP: 09980-550
Telefone fixo: (11) 4044-4095 - Telefone fixo: (11) 4053-2810
E-mail: [email protected]
http://www.polyseal.com.br/

M.G.MANUTENCAO

Rua Bela Vista, 58 - Atibaia - SP - CEP: 12950-310
Telefone fixo: (11) 4412-9220 - Celular: (11) 7205-5396 - Celular: (11) 7597-2182
E-mail: [email protected]

Colitex Indústria e Comércio de Látex

Rod. Brig. Faria Lima, Km 403 – Zona Rural, s/n - Colina - SP - CEP: 14770-000
Telefone fixo: (17) 3341-3300
E-mail: [email protected]
http://www.colitex.com.br/

Obtida a partir da seiva da planta é muitas vezes referida como de goma. Ela é um elastômero, que é um polímero elástico, e um termoplástico, o que significa que se torna macia quando aquecida e dura quando resfriada. No entanto, também pode se tornar termofixa, o que significa que é possível se tornar irreversível dura e rígida em cima do aquecimento ou cura. Além disso, a borracha natural sintética também conhecida por poliisopreno, é um termo que se refere à natural, que tenha sido submetida à purificação. Existem inúmeras aplicações, incluindo pneus, luvas, adesivos, cateteres, diafragmas, selos de água, componentes de engenharia, mangueiras, bandas industriais e de produtos de látex. Quase toda a indústria faz uso deste tipo de material, que vão desde aeroespacial, automotiva, construção civil, objetos hospitalares, processamento de alimentos, artigos esportivos, militares, nucleares, entre tantas outras.

Ela pode ser curada durante o processo de vulcanização. Durante o processo de vulcanização, as moléculas estão interligadas entre si através do aquecimento do material líquido com teor de enxofre, o que cria borracha termofixa natural. Os três métodos mais comuns da natural e sintética, são os processos de moldagem que incluem moldagem por compressão, moldagem por injeção e moldagem de transferência. Cada um desses métodos de moldagem é diferente, mas todos envolvem derramamento em um molde em que as moléculas formam ligações cruzadas pelo calor e/ou cura de pressão. A moldagem por compressão comprime o material que tenha sido colocado dentro de uma cavidade do molde aquecido até que o excesso saia como flash no momento em que o molde é removido para definir sua aparência final. A moldagem de transferência é semelhante à moldagem por compressão, exceto que a mistura de resina é a primeira colocada em uma câmara de transferência aquecida até que fique líquida, em seguida, é prensada no molde aquecido por um êmbolo até que se forme também um flash. Já a moldagem de transferência é única em sua capacidade de moldar outros materiais, tais como o reforço de tecido dentro de uma peça. A moldagem por injeção é o mais recente avanço na moldagem, resultando em produtos de alta tolerância e  extremamente repetitivos com o tempo de produção curto.