As caixas customizadas de metal servem para armazenar objetos eletrônicos, protegendo-os de poluentes, umidade, poeira, detritos e contato acidental que poderia causar quedas e defeitos nos aparelhos, assim como em equipamentos. Nessas caixas, podem ser projetados compartimentos internos e externos.

Empresas relacionadas a caixas customizadas

Hummel Connector Systems Ltda.

Rua Dervile Gabriel Pereira, 280 - Tatuí - SP - CEP: 18280-614
Telefone fixo: (15) 3322-7000
E-mail: [email protected]
http://www.hummel.com.br/

Geralmente, metais como o alumínio, o aço inoxidável ou o aço galvanizado são usados por causa de suas propriedades de durabilidade e resistência. Alguns gabinetes são feitos de plástico porque este material é mais fácil de trabalhar em relação à criação de pequenos gabinetes ou pequenas caixas de armazenagem. Embora a gama de aplicações seja ampla, há cinco categorias básicas de gabinetes. As portáteis são pequenas o suficiente para caber um pequeno objeto, como um controle remoto ou algum aparelho eletroeletrônico de pequeno porte. Eles podem incluir um compartimento de bateria ou LED. Já as usadas em escritórios podem ser personalizadas com almofadas internas, base removível e gravura. Modelos com pequenos visores de vidro ou de acrílico transparente e telas sensíveis ao toque são gabinetes muito comuns e que podem ser ajustados para o tamanho e a configuração de montagem necessária. Muitas podem ser personalizadas para facilitar a instalação e o acesso, enquanto mantêm a segurança e a eficácia do produto.

Os modelos personalizados são interessantes porque atendem justamente às necessidades do cliente, já que são fabricadas de acordo com as especificações fornecidas por quem faz a encomenda. De formato quadrado, ovalado, redondo ou retangular e triangular, as caixas, quando estão prontas, recebem o acabamento adequado, como, por exemplo, um revestimento específico que garante maior vida útil ao objeto. A indústria eletrônica (ou qualquer indústria que utiliza equipamentos eletrônicos) está constantemente realizando inovações e desenvolvendo uma nova tecnologia que requer novos compartimentos, a fim de maximizar o espaço e minimizar os custos. O processo de personalização de gabinetes começa com o design de engenharia de produto. Uma matriz ou molde é criado, dependendo do material e do produto a ser desenvolvido. Os materiais plásticos ou compostos podem ser moldados ou perfurados. Alguns metais são laminados em folhas, em seguida, são soldados, mas outros são moldados ou extrusados. O processo de extrusão força uma barra de aço ou alumínio através de uma matriz e é usado quando complexas seções transversais são necessárias. Algumas partes do metal são cortadas e removidas para que se consiga dar forma à caixa, e aberturas são adicionadas, se necessário. O compartimento é então limpo e são retiradas as rebarbas para deixar uma superfície lisa. Alguns recebem um revestimento de esmalte, tais como revestimento em pó, ou silk-screen ou pode ser deixados sem nenhuma proteção de revestimento, dependendo das exigências estéticas. O gabinete é montado e seu acabamento final pode incluir a instalação de acessórios, que podem abranger alças, discos, prateleiras, painéis, gavetas, ventiladores, sopradores, filtros de linha, cabos, portas e muito mais.