As caldeiras elétricas e de vapor elétrico são utilizadas para aumentar a temperatura da água dentro de um sistema de aquecimento que se baseia na circulação de um líquido. São elementos de aquecimento ou trocadores de calor. Podem ser bastante compactas e funcionam com uma bomba conveniente e conexões elétricas.

São utilizadas em sistemas de rodapé e radiadores de aquecimento, sistemas de aquecimento de piso, e aquecedores. Ao contrário de aparelhos que proporcionam aquecimento através do processo de combustão, elas eliminam os problemas com monóxido de carbono, na parte traseira há luzes piloto, tubulações de gás e ventilação. Além disso, oferecem um aquecimento de água eficiente e limpo.

Estes dispositivos de aquecimento são utilizados para aquecer água para uso em residências e empresas. As caldeiras elétricas são distintas das outras variedades, pois utilizam elementos de aquecimento elétrico como os seus meios de geração de calor; outros métodos envolvem o uso de gás natural, madeira, carvão, óleo e outros combustíveis, com o intuito de gerar calor de gerar calor.

Diversos são os modelos de caldeira, e quando bem instaladas cada uma delas é adequada para algumas aplicações específicas, o que pode não ocorrer quando utiliza-se uma caldeira que não seja dimensionada ou adequada para atividade requisitada. Por exemplo, uma caldeira com alimentação por madeira, é uma excelente escolha quando o custo de instalação não é um problema e quando uma ampla oferta de madeira está disponível. Em outros casos, o gás natural é o combustível mais prático, em casas que foram originalmente construídas com fornos a gás, pode ser mais barato melhorar a canalização existente, bem como janelas e vedações da porta do que substituir um sistema com uma nova caldeira que apresenta um método de geração de calor diferente. Como os modelos variam tanto em termos de custos de instalação e de manutenção ao longo da vida, é impossível dizer se uma configuração é sempre mais eficiente ou econômica do que outra, e esses fatores variam de acordo com a situação.

No que diz respeito ao aquecimento de ambientes residenciais e comerciais, existem dois tipos principais, aquelas que, na verdade fervem a água e aquelas que apenas aquecem. As utilizadas para ferver a água podem ser utilizadas para aquecer os edifícios e para gerar vapor que pode ser aproveitado e utilizado na realização de trabalho mecânico por uma máquina. Quando uma determinada caldeira aquece a água até ao seu ponto de ebulição, o vapor produzido é capturado em um tanque e é comprimido no próprio equipamento. Quando o vapor no recipiente é suficientemente comprimido, é liberado através de uma válvula. Se o vapor é utilizado para aquecer um edifício, o mesmo é distribuído para os radiadores ou equipamentos de troca de calor, que é responsável pela liberação do calor do vapor para o ar. Se o vapor é utilizado por equipamento para produzir trabalho, o mesmo é forçado a entrar na máquina de acordo com o requisito do equipamento. Os aquecedores elétricos são utilizados às vezes para ambos os fins. Em casas e empresas, elas são valorizadas porque são mais fáceis de limpar do que os tipos a gás. Elas também podem ser mais seguras, por não conter monóxido de carbono ou outros subprodutos de combustão, pois não são produzidos por caldeiras elétricas. No caso de aquecimento de água, pesquisas e desenvolvimentos mais recentes nas tecnologias têm permitido o aquecimento mais rápido e temperaturas mais consistentes.

São duas as principais vantagens de uma caldeira elétrica. Os elementos de geração de calor são muito mais rápido do que as unidades de outros tipos, o que permite que a unidade aqueça uma sala muito mais rápido do que outros tipos de caldeira. A caldeira elétrica também fornece uma queima muito mais limpa do que os modelos alimentados por carvão ou óleo, tornando a caldeira elétrica um equipamento mais correto ambientalmente.