As câmaras de spray de sal nada mais são do que testes ambientais para aplicações de temperatura e umidade. Elas são econômicas e capazes de executar os testes internacionais de névoa salina. Encontradas nos tamanhos de 500 e 1000 litros, são basicamente apoiadas no próprio piso, com rodas traváveis, que permitem um rápido reposicionamento, além de fácil acesso para carga e descarga.

Empresas relacionadas a câmaras de spray de sal

CÂMARAS CLIMÁTICAS E SALT-SPRAY

Rua Peixes, 130 - Santana de Parnaíba - SP - CEP: 06515-130
Telefone fixo: (11) 4321-8073
E-mail: comercial@makcon.com.br
http://www.makcon.com.br/

Imp. Exp. de Medidores Polimate Ltda

Rua Basílio da Cunha, 206 - São Paulo - SP - CEP: 01544-000
Telefone fixo: (11) 5080-5000
E-mail: polimate@polimate.com.br
http://www.polimate.com.br/index.php

Os resultados de um teste de névoa salina podem mostrar o processo de decadência e degradação do produto e ainda ajudar a prever o tempo de vida potencial de um produto ou revestimento. Dentro da câmara salina de teste selada, um spray carregado de sal ou de névoa salina (principalmente cloreto de sódio) é produzido por um bocal de alta pressão para verificar a resistência à corrosão de revestimentos para produtos normalmente de aço, latão e outros metais.

O objeto de metal é normalmente pendurado em uma haste ou um gancho, a fim de expor a área mais superficial possível para fins de teste. Como a maioria dos metais são altamente suscetíveis à corrosão, os revestimentos protetores são usados frequentemente como uma barreira entre o metal e a exposição à névoa salina e/ou nevoeiro. Os revestimentos que são muitas vezes testados incluem: superfícies de fosfato, zinco, chapeamentos de liga de zinco, galvanoplastia com cromo, cobre e estanho, revestimentos orgânicos e certos revestimentos pintados.

As indústrias que dependem de testes de névoa salina incluem as do setor automotivo, construção civil, aeroespacial e outros tipos de industrias. O processo de testes de névoa salina é relativamente barato, mais rápido do que outras formas de testes ambientais e razoavelmente prático. No entanto, a corrosão é complicada devido à suscetibilidade de ser ainda mais afetada por outros fatores externos. Portanto, os resultados do teste e a vida útil prevista de um material não pode ser completamente exata, e assim o projeto e o ensaio de aspersão deve ser cuidadosamente considerado. Os padrões da indústria em termos de tamanho, duração do teste e o procedimento precisam ser compreendidos e atendidos, mas antes precisa passar por testes.

As câmaras possuem tamanho mediano, e os modelos maiores são fabricados por meio de projetos personalizados, respietando as exigências do interessado. Ao usar uma fonte pressurizada de spray de sal ou neblina salina, leva-se a um ritmo acelerado de corrosão em objetos e, portanto, o tempo de teste pode variar cerca de alguns minutos para um grande número de dias, dependendo do tipo e detalhe de dados necessários. E também, o teste pode ser um procedimento caro, dependendo do tamanho e do processo realizado, e ainda é uma escolha sábia de fabricação, pois ao passar por testes ambientais, especialmente em termos de despesas, a longo prazo haverão benefícios futuros. Normalmente, os ensaios mais demorados levam cerca de 72 horas. Este prazo pode ser prorrogado pela adição de um tanque de armazenamento externo, uma torre de controle de nível e solução de sal para o controle de nível do reservatório de recarga automaticamente do sistema.