Os cilindros pneumáticos são os componentes finais em um controle de ar comprimido ou pneumático em um sistema de potência. Também conhecidos como cilindros de ar, são dispositivos que convertem a energia do ar comprimido em energia mecânica. Esta energia mecânica produz movimento linear ou rotativo.

Desta forma, funcionam como atuadores no sistema pneumático. O cilindro pneumático é composto de um pistão de aço ou aço inoxidável, uma haste, um tambor cilíndrico e tampas nas extremidades. À medida que o ar comprimido se move no interior do cilindro, o mesmo empurra o pistão ao longo do comprimento do cilindro. O ar comprimido ou uma mola, situada na extremidade da haste do cilindro, empurra o pistão para trás. As válvulas controlam o fluxo de ar comprimido no cilindro. As opções de estilos de carcaças cilíndricas incluem o seguinte: limitador, corpo liso, retangular, vários orifícios, aço inoxidável, sem haste, compacto, miniatura, perfil, microcilindros limpos e haste de cilindro duplo.

Os dois tipos básicos, com base em como eles se comportam, são os de ação simples e dupla ação. O cilindro de ação simples é capaz de executar um movimento que opera em apenas uma direção. Um cilindro de simples ação pneumática tem a pressão de ar em um lado de uma flange do pistão, fornecendo força e movimento, e uma mola fornecendo a força de retorno após a liberação da pressão. Cilindro de ação simples requer aproximadamente metade da quantidade de ar utilizado através de um cilindro de dupla ação para um ciclo operacional único. Um cilindro de dupla ação pneumática impulsiona o movimento em duas direções, com a pressão em ambos os lados. Quando um cilindro é empurrado para fora em uma direção, o ar comprimido o impulsiona de volta na outra direção. As linhas de ar que funcionam em ambas as extremidades do cilindro fornecem o ar comprimido. O fluxo de ar comprimido é controlado por válvulas para ambos os cilindros, tanto os de simples como para os de duplo efeito. Outros tipos incluem rotativos, de impacto e de posições, ou de impulso à oposição.

Os sistemas pneumáticos são usados para puxar, empurrar, levantar, abrir, fechar portas no manuseio de materiais e processamento. Eles também podem manter, remover e posicionar materiais ou peças para a fabricação. Os sistemas pneumáticos podem ser conectados com mangueiras, canos ou tubos sem dificuldade, produzindo uma grande quantidade de energia linear. O uso de sistemas pneumáticos é muito econômico e ambientalmente amigável, sendo que o ar é barato, abundante, facilmente comprimido e de fácil armazenagem em tanques. O ar de exaustão também pode ser devolvido à atmosfera.