Os detectores de vazamento de halogênio são usados para detectar e identificar a localização específica de vazamentos de tipos de fluidos refrigerantes halogenados.

Empresas relacionadas a detectores de vazamento de halogênio

Manômetro Digital | PRESSGAGE

Rua Pirajá, 549 - São Paulo - SP - CEP: 03190-170
Telefone fixo: (11) 3804-8634
E-mail: [email protected]
http://www.pressgage.com.br/

BANCADA DE TRABALHO

Rua José Juarez Antunes, s/n - São Paulo - SP - CEP: 08372-220
Celular: (11) 7398-9322
E-mail: [email protected]

Detecção de Gases Tóxicos e Inflamáveis, Chamas e Incêndios.

Estrada do Tindiba, 40 SALA 203 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22740-360
Telefone fixo: (21) 2425-3773 - Telefone fixo: (21) 3382-3071
E-mail: [email protected]
http://www.brahme.com.br/

Instrutemp Instrumentos de Medição Ltda.

Rua Fernandes Vieira, 156 - São Paulo - SP - CEP: 03059-023
Telefone fixo: (11) 3488-0200
E-mail: [email protected]
http://www.instrutemp.com.br/

Alguns gases contendo halogênio, como o clorofluorcarbono e os hidrofluorcarbonos, são comuns na área industrial, automotiva e de sistemas de refrigeração comercial. A maioria dos modelos de detectores utiliza uma bomba automática para prover o equipamento de ar circundante para a detecção de gases contendo halogênio, identificando a localização específica de um vazamento. O ar é puxado através de um tubo de metal ou plástico e comparado com amostras de pré-ajuste. Estas bombas são calibradas para diferentes tipos de gases halogenados e muitas vezes podem ser personalizadas para atender às necessidades exatas de um determinado aparelho. Outras variações envolvem um teste de haleto de tocha. A chama, que normalmente é de cor azul, mostra alterações de cor esverdeada com a presença de gases halogênios. Este tipo de detector de vazamento não é sempre admissível em determinadas configurações. Ambos os métodos que utilizam bombas ou chama podem oferecer resultados falsos, dependendo dos agentes contaminantes ambientais presentes no teste. Nesse sentido, alguns avanços em qualquer técnica constantemente diminuem as probabilidades de surgirem falsos positivos.

Os sistemas de refrigeração e resfriamento geralmente contêm centenas de metros de tubulação, especialmente em ambientes industriais. Mesmo em sistemas menores, a tubulação que precisa ser monitorada em relação a vazamentos normalmente fica instalada em áreas inacessíveis do equipamento, que ainda pode estar funcionando enquanto os testes são executados. No entanto, identificar vazamentos é essencial para estes sistemas, já que seu desempenho, muitas vezes, é reduzido devido os vazamentos. Se não forem controlados, os vazamentos acabam levando à insuficiência do aparelho. Por esta razão, muitos dos mais populares modelos de detectores industriais são aparelhos portáteis, o que ajuda a transportá-los a qualquer local. Esses dispositivos portáteis possuem duas partes principais, o corpo e a tubulação. O tubo é, na maioria das vezes, produzido em metal ou plástico flexível para caber em locais específicos. O corpo do aparelho também é construído de metal ou plástico e abriga os componentes, como as baterias de teste. Apesar dos benefícios da portabilidade, alguns grandes sistemas de refrigeração e arrefecimento podem ser monitorados continuamente com um detector de vazamento de halogênio fixo. Embora a maioria dos refrigerantes halogenados não se mostre prejudicial para os seres humanos em doses pequenas, grandes quantidades desse tipo de fluido refrigerante podem agravar problemas cardíacos.