Os detectores eletrônicos de uso aquecido ou ionizado são sensores para localizar vazamentos de fluido refrigerante. Eles são o tipo mais sensível do detector e oferecem o caminho mais rápido para identificar e localizar um vazamento de gás.

Empresas relacionadas a detectores eletrônicos

Manômetro Digital | PRESSGAGE

Rua Pirajá, 549 - São Paulo - SP - CEP: 03190-170
Telefone fixo: (11) 3804-8634
E-mail: [email protected]
http://www.pressgage.com.br/

Detecção de Gases Tóxicos e Inflamáveis, Chamas e Incêndios.

Estrada do Tindiba, 40 SALA 203 - Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22740-360
Telefone fixo: (21) 2425-3773 - Telefone fixo: (21) 3382-3071
E-mail: [email protected]
http://www.brahme.com.br/

Airetron Equipamentos Industriais Ltda

Rua Brasilândia, 160 - Barueri - SP - CEP: 06419-060
Telefone fixo: (11) 4161-8858
E-mail: [email protected]
http://www.airetron.com.br/

Tucano Comércio de Alarmes e Sistemas Eletrônicos Ltda.

Rua Desembargador Antônio de Paula, 3577 - Curitiba - PR - CEP: 81730-380
Telefone fixo: (41) 3286-2867
E-mail: [email protected]
http://www.tucanobrasil.com.br/

É importante identificar vazamentos de gás refrigerante, pois esse elemento pode ampliar a destruição da camada de ozônio e, em grandes quantidades, provocam problemas cardíacos quando inalados por seres humanos. Os gases refrigerantes são normalmente utilizados em sistemas industriais e comerciais, já que os detectores são programados para identificar um refrigerante específico ou para incluir múltiplas possibilidades. R12, R22 e R134a estão entre os refrigerantes mais comuns a serem identificados pelos detectores de via eletrônica, embora o R134a seja o mais difícil de detectar até mesmo com a tecnologia dos detectores eléricos.

Enquanto quase todos os tipos de detectores de vazamento envolvam componentes eletrônicos, diodos aquecidos e de descargas de corona são os dois principais tipos de detector de vazamento eletrônico. O tipo mais comum usa a tecnologia de descarga de corona. A corona de alta tensão, ou círculo, é criada na ponta de detecção. Quando entram em um campo ao redor do sensor, refrigerantes quebram a barreira do corona e disparam um alarme para notificar o usuário do vazamento. Apesar de sua popularidade, a grande falha dos detectores de vazamento de descarga corona é que a barreira corona pode ser quebrada por outras partículas, como poeira e umidade do ar, causando alarme falso. Os detectores de vazamento eletrônicos de aquecimento de diodo, embora possuam a mesma função de outros detectores, têm menos possibilidade de erro por causa do sensor aquecido. Os sensores aquecidos deste tipo de detector são desencadeados pela concentração absoluta, o que faz com que os alertas aumentem a quantidade de refrigerante, indicando a proximidade do vazamento.