Dobra de chapa de metal é um processo de fabricação que dobra a chapa metálica ao longo de um eixo em linha reta. Folhas planas e lisas metálicas são colocadas em uma prensa ou outras máquinas de prensas especializadas, pressionado e deformado por um perfurardor descendente.

Empresas relacionadas a dobra de chapa de metal

ALFAMEC CALDEIRARIA E USINAGEM

Rua Antônio Prado Júnior, s/n - Jundiaí - SP - CEP: 13215-003
Celular: (11) 9685-6021
E-mail: vdrindustrial@gmail.com

FACAS INDUSTRIAIS NAVALHAS LAMINAS FACAS CIRCULARES GERAL

Avenida Cangaíba, 2941 SALA 01 - São Paulo - SP - CEP: 03711-001
Telefone fixo: (11) 2682-2787
E-mail: sidney@fenixfacasindustriais.com.br
http://www.fenixfacasindustriais.com.br/

Servlopes Ltda.

Rua Haroldo Piccina, 241 - São Paulo - SP - CEP: 03454-020
Telefone fixo: (11) 2722-4713
E-mail: servlopes@servlopes.com.br
http://www.servlopes.com.br/

A dobra normalmente produz uma forma de V, forma de C ou da forma de canaleta no metal; matrizes padrões são capazes de dobrar chapas metálicas em uma grande variedade de formas. Ela é um passo no longo processo de fabricação de um produto. O metal deve ser formado, cortado e terminado antes que esteja pronto para ser usado. Dobra, juntamente com recozimento, laminação a frio ou solda, são procedimentos aplicados com força suficiente para alterar a forma da chapa plana de metal. O alumínio e o aço inoxidável são os dois metais mais comuns, embora outros metais flexíveis possam ser usados. Especificações importantes incluem o tamanho, a sua força, o número de curvas necessárias, bem como as técnicas de acabamentos posteriores são fatores que devem ser levados em conta quando esse serviço for considerado. A chapa metálica dobrada é usada para criar formas contínuas através de outros processos para se tornarem caixas elétricas, armários metálicos, silos, veículos, computadores, poços de ventilação, tanques e mais. Muitas indústrias necessitam da fabricação de chapas para os seus equipamentos: comida militar, dispensação e armazenamento, comunicações, indústria automotiva, informática, medicina, eletrônica, aeroespacial, farmacêutica, telecomunicações, habitação e construção.

Existem três maneiras principais da chapa ser dobrada: dobra de ar, de assentamento e cunhagem. Cada um deles é semelhante aos demais, as diferenças vêm da posição final da ferramenta e da espessura da chapa. Por ar traz o perfurador em contato com a peça metálica, sem forçar o metal na forma exata da matriz, ou o recuo de forma que ira formar a curva. A peça é dobrada nos cantos da matriz e deixa um bolsão de ar entre a parte inferior do molde e a parte inferior da peça. Após o processo, um determinado grau de molas o leva de volta, onde o metal é dobrado novamemente a sua posição original; é esperado e deve ser levado em conta que o excesso de flexão às vezes é necessário para atingir um bom ângulo de curvatura. Quando a chapa de metal é dobrada por meio de assentamento, perfurador força a peça a entrar em contato com a superfície total da matriz. Com esse método, não há praticamente nenhuma parte traseira de mola, o perfurador exige mais força e tonelagem do que com dobra de ar. Cunhagem é muito semelhante ao assentamento, exceto que o raio interno da peça é menor do que a espessura do material. Ou seja, a medição do ângulo a ser feita é menor que a espessura. Quando uma chapa de metal se dobra, a sua tensão e tensões de compressão devem ser superadas. O metais também esticam um pouco no comprido e podem ser mais finos nas áreas sob estresse.