Os eletroímãs são um tipo de imã que é composto de um fio de ferro e de bateria que usa corrente elétrica para gerar um campo magnético. O campo magnético é gerado quando a corrente elétrica passa por um fio, e o campo se dissipa quando a corrente elétrica pára.

A função primária deles refere-se ao uso desses produtos para levantar objetos metálicos, bem como são utilizados no desenho de várias máquinas diferentes e sistemas eletrônicos. Laboratórios científicos, fábricas que lidam com sucata, indústrias automobilísticas e fabricantes de aparelhos eletrônicos tiram proveito de todos os benefícios do seu uso. Além disso, eles são parte do projeto de motores elétricos, geradores, campainhas, disjuntores, televisores, alto-falantes e dispositivos de gravação para discos rígidos e drives de fita. Na indústria automotiva, eles são usados para fabricar freios e embreagens de veículos. Em fábricas e usinas, esses tipos ímãs são empregados para levantar e suspender sucata e outros objetos metálicos pesados como tarugos, chapas de aço, barras e forjados. Em muitas dessas aplicações um ímã permanente pode ser usado em vez de um eletroímã, no entanto, eles oferecem a vantagem de manipular o campo magnético sobre uma ampla faixa e em um ritmo rápido.

Existem alguns componentes principais que são utilizados na formação deste tipo deímãs: uma bateria e um fio de ferro. Este fio é geralmente enrolado em uma bobina, e pode ser modelado em várias formas, incluindo a de uma hélice, tornando-se uma bobina magnética, ou na forma de uma forma de rosca, tornando-se uma bobina toroidal. Além disso, o material de ferro é usado como um componente de arame porque ele pertence a um pequeno grupo de metais que apresenta propriedades ferromagnéticas e gera um campo magnético quando exposto a uma corrente elétrica. O magnetismo só existe quando a corrente flui da bateria. Este tipo de núcleo de ferro macio é também referido como um núcleo ferromagnético e oferece um alto nível de permeabilidade magnética. Existem dois tipos principais. O primeiro é usado principalmente quando o ímã é capaz de se ligar a uma parte lisa e plana de metal. Os de pólos paralelos têm dois pólos muito afastados entre si que permitem que o campo magnético tenham um alcance maior. Estes são utilizados quando o objeto metálico é de uma forma irregular e apenas entra em contato com algumas partes da superfície do ímã.